Argentina

De Rossi estreou com gol, mas o herói foi o goleiro do Almagro, que eliminou o Boca

A festa foi preparada para a estreia de Daniele de Rossi, e o ex-jogador da Roma contribuiu, anotando seu primeiro gol com a camisa do Boca Juniors. No entanto, o Almagro, da segunda divisão, brigou na etapa final, empatou e contou com as mãos do seu goleiro Christian Limousin para defender dois pênaltis e eliminar o gigante nos 16 avos de final da Copa da Argentina.

[foo_related_posts]

Gustavo Alfaro escalou uma equipe forte para encarar o Almagro, com De Rossi ao lado de Nicolás Calpado no meio-campo, Eduardo Salvio e Alexis Mac Allister armando para Zárate e Ramón Ábila. Foi grande o volume de jogo do Boca Juniors no primeiro tempo, com uma série de chances perdidas e 11 finalizações. Aos 27 minutos, De Rossi apareceu entre a marcação para completar escanteio de Mac Allister e abriu o placar.

Na Roma, De Rossi precisou de oito partidas para fazer seu primeiro gol, contra o Torino, em maio de 2003. No Boca Juniors, de apenas uma. Levou um amarelo, aos 35 – a primeira advertência pela Roma foi no décimo jogo.

 

No entanto, não serviu para muita coisa. O volante foi substituído aos 32 minutos do segundo tempo, e Burrito Martínez, aquele mesmo, ex-Corinthians, aproveitou uma saída atrapalhada do goleiro Marcos Díaz para empatar, com o gol livre.

Christian Limousin sentiu uma lesão nos minutos finais do tempo regulamentar e aproveitou a pausa para os pênaltis para visitar os vestiários. Conseguiu retornar a campo e defendeu as batidas de Mac Allister e Jan Hurtado. Como o Almagro foi impecável a partir da marca do cal, quando Eduardo Salvio isolou o quarto chute do Boca Juniors, o time da segunda divisão estava confirmado nas oitavas de final da Copa da Argentina.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo