América do Sul

A coroa volta ao Santos: Marinho é eleito o Rei da América de 2020

Pela quarta vez em sua história, o Santos coroa o Rei da América. O tradicional prêmio para escolher o melhor jogador do continente foi criado em 1971 e Pelé o levou em 1973. Seu herdeiro seria Neymar, vencedor da honraria em 2011 e 2012. Já em 2020, o jornal uruguaio El País apontou Marinho como o melhor atleta em atividade na temporada. O anúncio foi realizado nesta quarta-feira. Cerca de 400 jornalistas participaram da escolha.

A campanha do Santos na Copa Libertadores deixou Marinho em evidência. O meia teve grandes atuações no torneio e muitas vezes protagonizou o sucesso do Peixe. Paralelamente, o meia também rendeu em alto nível no Brasileirão, o que certamente pesou para que fosse o escolhido. Marinho teve 20% dos votos, com Nacho Fernández em segundo. É a primeira vez desde 2012, com Neymar, que o vencedor do Rei da América não conquista um título continental na temporada, seja a Libertadores ou a Sul-Americana.

Marinho também é o 13° jogador brasileiro que vence o Rei da América. A seleta lista inclui: Tostão, Pelé, Zico, Sócrates, Bebeto, Raí, Cafu, Romário, Neymar, Ronaldinho, Luan e Gabigol. Também foram eleitos quatro jogadores estrangeiros em atividade no Brasil: Figueroa, Romerito, Tevez e D’Alessandro. A condecoração foi criada pelo jornal El Mundo, da Venezuela, e em 1986 passou a ser entregue pelo El País, do Uruguai.

Os eleitores também votaram no time ideal da América em 2020. A escalação contou com: Weverton, Gonzalo Montiel, Lucas Veríssimo, Gustavo Gómez e Matías Viña; Enzo Pérez, Nacho Fernández, Marinho e Yeferson Soteldo; Rony e Rafael Santos Borré. Marcelo Gallardo ganhou o prêmio de melhor treinador, eleito pelo terceiro ano consecutivo.

O El País também elege o melhor jogador, o melhor técnico e o melhor time de cada país. No Brasil, os ganhadores foram Marinho, Abel Ferreira e Flamengo. Carlos Tevez (Boca Juniors), Juan Carlos Arce (Bolívar), Matías Dituro (Universidad Católica), Duván Vergara (América de Cali), Damián Díaz (Barcelona), Raúl Ruidíaz (Seattle Sounders), Deybi Flores (Olimpia-HON), Luis Montes (León), Jorge Recalde (Olimpia), Emanuel Herrera (Sporting Cristal) e Anderson Contreras (Caracas) venceram o prêmio de melhor jogador nos demais países. Ariel Holan, atual comandante do Santos, foi o melhor treinador do Chile.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.