Alphonso Davies lidera lista de garotos mais valorizados da Europa nascidos nos anos 2000

O Observatório do Futebol do Centro Internacional de Estudos do Esporte (CIES) aplicou o seu algoritmo que estima o valor de mercado de jogadores à garotada que joga nas cinco grandes ligas da Europa e nasceu nos anos 2000 e descobriu que o canadense Alphonso Davies é o mais valioso de todos eles, à frente de Jadon Sancho, Ansu Fati e Erling Haaland.

A fórmula do CIES se baseia em uma série de variáveis. Uma delas é a idade do jogador, que é praticamente igual a todos os objetos deste estudo. Mas também considera tempo de contrato, status internacional, progressão da carreira e, claro, desempenho. Outro fator relevante é a posição do clube potencialmente vendedor: se ele tiver altas ambições esportivas e uma situação financeira saudável, é menos provável que aceite vender seus ativos por valores mais baixos. Também leva em conta a inflação do mercado – ou uma eventual quebra coletiva, gerada, por exemplo, por uma pandemia.

Usa uma base de dados com 1.790 transferências pagas entre julho de 2012 e janeiro de 2020 para estimar o quanto seria pago pelo jogador neste momento. O valor, é bom reforçar, é uma estimativa. Mudanças nas variáveis também mudam o resultado final. Como são pessoas que assinam o contrato, qualquer dirigente pode fazer jogo duro e exigir mais dinheiro ou o pagamento de uma eventual cláusula de rescisão, como fez o Barcelona com Neymar, com base em aspectos imensuráveis como orgulho ou apego emocional. Ou o próprio atleta pode forçar uma saída por um valor menor. É só um modelo.

Isso posto, Alphonso Davies, um dos destaques da Tríplice Coroa do Bayern de Munique na última temporada, lidera as avaliações, com um valor estimado de € 180 milhões, seguido por Sancho, com três anos a menos de contrato, em € 125 milhões, e Ansu Fati, do Barcelona, em € 122 milhões. Haaland (€ 120 milhões) e Mason Greenwood (€ 115 milhões), do Manchester United, fecham o top 5.

Ferrán Torres, do Manchester City, aparece em sexto lugar, com avaliação de € 106 milhões, em parte porque acabou de chegar ao clube de Pep Guardiola. Bukayo Saka (€ 95,8 milhões), do Arsenal, surge na sequência, à frente de Dejan Kulusevski (€ 75 milhões), da Juventus, Phil Foden (€ 70 milhões), do City, e Rodrygo (€ 69 milhões), do Real Madrid, o primeiro brasileiro da lista.

Vinícius Júnior está em 12ª lugar, com avaliação de € 58,5 milhões, o último que supera a casa dos € 50 milhões. Os outros brasileiros entre os 100 primeiros são Gabriel Martinelli (€ 26,3 milhões), do Arsenal, e Reinier (€ 12,3 milhões), do Borussia Dortmund, mas, descendo a lista, os valores começam a fazer pouco sentido porque é difícil imaginar, por exemplo, que o Milan venda Sandro Tonali por qualquer valor próximo a € 20 milhões, como o CIES estimou. Ou que Maxence Caqueret saia do Lyon por apenas € 10 milhões.

Os mais jovens da lista são Jude Bellingham (€ 44,5 milhões), do Dortmund, e Florian Wirtz (€ 16 milhões), do Bayer Leverkusen, ambos nascidos em 2003.

Veja os 12 primeiros e clique aqui para a lista completa:

1 – Alphonso Davies (Canadá), Bayern de Munique: € 180 milhões
2 – Jadon Sancho (Inglaterra), Borussia Dortmund: € 125,6 milhões
3 – Ansu Fati (Espanha), Barcelona: € 122,7 milhões
4 – Erling Haaland (Noruega), Borussia Dortmund: € 120,3 milhões
5 – Mason Greenwood (Inglaterra), Manchester United: € 115,3 milhões
6 – Ferrán Torres (Espanha), Manchester City: € 106 milhões
7 – Bukayo Saka (Inglaterra), Arsenal: € 95,8 milhões
8 – Dejan Kulusevski (Suécia), Juventus: € 75,1 milhões
9 – Phil Foden (Inglaterra), Manchester City: € 70,3 milhões
10 – Rodrygo (Brasil), Real Madrid: € 69,9 milhões
11 – Eduardo Camavinga (França), Rennes: € 61,5 milhões
12 – Vinícius Júnior (Brasil), Real Madrid: € 58,5 milhões

.