Alemanha

Título e méritos

Não parecia que a missão seria tão fácil. Mas o Wolfsburg repetiu contra o Werder Bremen o que fez em boa parte da temporada quando recebia seus adversários na Volkswagen Arena: jogou fácil, contou com o ótimo aproveitamento de sua dupla de atacantes e com a consistência de seu meio de campo. Desta vez, a vitória por 5 a 1 contra o Werder Bremen deu aos lobos o inédito titulo da Bundesliga e foi o brasileiro Josué, o responsável por levantar o troféu.

A maior conquista da curta história do clube fundado em 1945, que chegou a primeira divisão em 1997 passou a ser um objetivo real com a vitória também por 5 a 1, em cima do sempre favorito Bayern, em abril. Pela primeira vez na temporada, o Wolfsburg assumia a ponta da tabela e mostrava que a fórmula algum investimento aliado ao trabalho incessante de Felix Magath poderia dar certo.

Foi um titulo construído a partir de um impressionante retrospecto do time quando atuava em seus domínios. Apenas três pontos foram perdidos na Volkswagen Arena, ainda no primeiro turno. Uma campanha que melhorou até mesmo a qualidade de vida da cidade industrial de Wolfsburg.

Em campo, o trabalho físico e a forte marcação imposta por Magath funcionou ainda mais quando ele encontrou uma dupla de atacantes que parecia estar junta desde os tempos de juniores, mesmo que as lesões tenham atrapalhado este entrosamento durante a temporada.

A comemoração, que levou para as ruas cerca de 100 mil torcedores, durou até segunda-feira quando o assunto passou a ser o futuro. A diretoria não perdeu tempo e anunciou Armin Veh para comandar o time na próxima temporada. No histórico recente do treinador, o igualmente inesperado título da Bundesliga 2006/07 pelo Stuttgart, clube que comandou por pouco mais de duas temporadas.

Veh chega com a mesma autoridade e liberdade para trabalhar de Magath e apesar dos boatos que prevêem um desmanche, a patrocinadora do clube, contente com o retorno dado, promete reforços para realizar uma campanha digna na próxima Liga dos Campeões, alem da intenção de consolidar o time entre as potências futebol do pais, mesmo com a pequena tradição.

Mais do que a chegada de novos jogadores, obviamente mais importante seria manter a base do elenco. O primeiro passo foi a renovação de contrato de Madlung e do fundamental capitão Josué. Mas o que preocupa a torcida e a permanência da dupla de atacantes Grafite e Dzeko. O discurso do novo treinador em sua primeira entrevista, afirmando que o clube irá em busca de um atacante e a evidencia de que ao menos Dzeko deve deixar a Alemanha. Assim como o meio campista Misimovic, responsável por 20 assistências para os goleadores do time.

Com quem Veh poderá contar na próxima temporada? Não e fácil seguir caminho de um treinador vitorioso e o futuro do Wolfsburg ainda sem previsão.

Final quase feliz

No ultimo minuto, Piotr Trochowski marcou e evitou o fracasso da temporada do Hamburg e assegurou a equipe na disputa da Copa Europa. Apesar do bom trabalho de Martin Jol, o quinto lugar foi considerado um mau resultado e a vaga, apenas um consolo.

Sem o titulo e eliminado na semifinal da Copa Uefa, o Hamburg deve perder seu treinador. Depois de apenas uma temporada a frente da equipe alemã, Martin Jol negocia com o Ajax.

Martim Jol, que substituiu o também holandês Huub de Stevens, criticou algumas vezes a política de contratações do clube alemão, alem da falta de qualidade do elenco.

O fato de Jol ser o treinador mais caro da historia do clube, não faz com que o Hamburg faça muita força para segura-lo e novamente terão que ir ao mercado em busca de um novo comandante.

Tudo bem

A sensação de “ só” ter conseguido a vaga na próxima Copa Europa depois de participar da luta pelo titulo por muitas rodadas não foi de total frustração para o Hertha Berlim. O futebol da equipe de Lucien Favre foi uma das boas surpresas da temporada e a torcida da capital se apaixonou novamente pela equipe. Só não precisava dar vexame na ultima rodada, uma derrota por 4 a 0 diante do rebaixado Karlsruhe.

O fim da Lua de Mel

Depois de impor um estilo rápido e ofensivo que chamou muito a atenção no inicio da temporada, Bruno Labbadia termina a competição criticado pela 9a colocação do Bayern Leverkusen. Sua volta ao Kaiserslautern foi cogitada, mas e difícil de acontecer.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo