AlemanhaChampions League

A angústia do cartola trancado no banheiro do Bernabéu

Os dez minutos finais do confronto com o Real Madrid foram de tensão extrema para o Borussia Dortmund. Depois que Benzema e Sergio Ramos balançaram as redes, os aurinegros ficaram a um gol da eliminação. A equipe de Jürgen Klopp era incapaz de prender a bola e tomava uma pressão gigantesca dos merengues. O fim do desespero só aconteceu depois de seis minutos de acréscimo, com a confirmação da vaga no final.

Certamente muitos torcedores do Dortmund não suportaram assistir ao sufoco que o time sofria no Santiago Bernabéu. Entre eles, um muitíssimo ilustre. Gerente-geral do clube, Hans-Joachim Watzke se trancou em um banheiro do estádio e se isolou de qualquer emoção para esperar o desfecho da partida.

“Parece que só podemos nos classificar de forma dramática. Pela primeira vez em minha vida, eu tive que desistir do jogo por causa de problemas cardíacos. Eu fui ao banheiro nos últimos minutos, me tranquei, cobri minhas orelhas e olhei para o meu relógio. Eu tinha todos os tipos de pensamentos passando por minha cabeça naquele momento”, declarou o dirigente de 53 anos, em entrevista ao site oficial do clube.

E Watzke não foi o único a sentir palpitações no Bernabéu. Ex-jogador e atual diretor esportivo dos aurinegros, Michael Zorc admitiu que “estava próximo de um ataque do coração”. Parece que, além de comprar as passagens para Wembley, o Dortmund precisará marcar um check-up no cardiologista para todos os membros de sua comissão técnica.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo