AlemanhaBundesliga

Klopp: “Nem Chuck Norris ajuda se o time não fechar os espaços”

O Borussia Dortmund tomou um susto neste sábado e, ainda assim, comemorou uma goleada. Depois de saírem perdendo para o Freiburg, os aurinegros conseguiram a virada e fecharam o placar em 5 a 1. No fim do jogo, Jürgen Klopp comentou as críticas à falta de proteção dada pelo meio de campo nos primeiros minutos. Segundo o técnico, o problema era tático, e não de qualidade de Nuri Sahin e Ilkay Gündogan, os titulares escolhidos.

“Não é sobre quem joga na cabeça de área. É sobre como o time fecha espaços junto. Poderia ter escalado Chuck Norris ao lado de Sven Bender para defenderem juntos. Nuri e Ilkay tiveram alguns problemas durante o primeiro tempo, mas se recuperaram para fazer uma grande partida. É uma bela história”, declarou o treinador.

Sahin foi responsável por quatro desarmes e duas interceptações na partida, enquanto Gündogan roubou quatro bolas. Em compensação, Sahin chutou seis vezes e foi responsável por dois gols da equipe. Já Gündogan foi o jogador que mais acertou passes em sua equipe, com 75, dois deles para finalizações dos companheiros.

Sahin também comentou sua atuação: “Klopp disse várias vezes para mim, é só uma questão de tempo. Não fui bem contra o Hamburg, mas trabalhei para as coisas acontecerem e tive sucesso. Estava um pouco frustrado no primeiro tempo, mas foi um importante passo para o nosso desenvolvimento”.

O Borussia Dortmund está a 20 pontos de distância do Bayern Munique, líder da Bundesliga. Em compensação, a equipe abriu vantagem de quatro pontos para o Bayer Leverkusen, que vem em terceiro. Na próxima rodada, os atuais bicampeões nacionais visitam o Stuttgart.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo