Bundesliga

Wolfsburg se salvou do rebaixamento contra o Braunschweig, mas tem pouco a comemorar

O Wolfsburg se manteve na Bundesliga, depois do jogo de volta do playoff contra o rebaixamento nesta segunda. Os Lobos venceram mais uma vez o Eintracht Braunschweig por 1 a 0, desta vez fora de casa. Só que o sentimento é de alívio, não de festa. A comemoração é contida. O que o time da Volkswagen conseguiu foi evitar um vexame ainda maior, mas não há o que celebrar. A permanência foi conseguida porque o Braunschweig é um time tecnicamente muito fraco e não foi capaz de competir com o time verde – que, aliás, é seu vizinho: os estádios estão a 30 quilômetros um do outro.

LEIA TAMBÉM: Pela má fase do time masculino do Wolfsburg, o feminino foi proibido de festejar seu sucesso

O jogo desta segunda-feira mostrou um Braunschweig muito distante tecnicamente do Wolfsburg, um time cheio de jogadores experientes. Luiz Gustavo, 29 anos, brasileiro, tem experiência de Bundesliga há 10 temporadas, desde que chegou ao Hoffenheim em 2007, além de experiência internacional pela seleção brasileira. Tanto que foi o capitão do time.

Mario Gomez, 31 anos, é outro com experiência internacional, além de títulos da Bundesliga por Stuttgart e Bayern de Munique e passagens por Itália e Turquia. Há muitos outros exemplos. Vierinha, de 31 anos, foi o autor do gol da vitória nesta segunda, em um chute bonito, forte e indefensável – ainda que o goleiro estivesse fora do gol. Ainda há Josuha Guilavogui, 26 anos, um dos destaques do time.

Com o elenco que possui, o Wolfsburg não poderia nunca brigar para não cair. E mesmo se salvando do rebaixamento, o que se espera para o clube na temporada que vem é uma diminuição dos gastos – o que já acontece desde a crise da Volkswagen, em 2015. Não deve ser surpresa se o time vender alguns jogadores mais caros e tentar manter-se com um corte de gastos.

Para piorar, a situação ficou mais tensa no fim do jogo com a torcida do Braunschweig invadindo o gramado e colocando em risco a segurança dos jogadores e dos torcedores do Wolfsburg, visitantes da partida. Um final de temporada triste, que deve ter punição ao mandante pelos incidentes. O Wolfsburg terminou a temporada com seus jogadores correndo para dentro do vestiário, o que acaba sendo simbólico da temporada terrível que fez.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.