Bundesliga

Reus quer que Dortmund seja medido pelos últimos jogos da temporada e diz que Rose “vai se divertir muito aqui”

Após muitos altos e baixos, o Dortmund terminou a Bundesliga com sete vitórias seguidas e garantiu o terceiro lugar

O Borussia Dortmund prepara-se para mais uma temporada em que tentará desbancar o eneacampeão alemão Bayern de Munique e sabe que, para ter alguma chance, precisa jogar desde o início da mesma maneira como terminou a última Bundesliga. Ainda bem que Marco Reus acredita que aquela é a verdadeira versão do Dortmund, e não a que passou por tantos altos e baixos no restante da campanha.

O Dortmund demitiu o treinador Lucien Favre em dezembro, após ser goleado por 5 a 1 pelo Stuttgart, ao fim de uma sequência de apenas uma vitória em cinco rodadas da liga alemã. Edin Terzic assumiu interinamente e não conseguiu mais do que duas vitórias seguidas nas rodadas posteriores. Em fevereiro, o clube anunciou que Marco Rose, então no comando do Borussia Monchengladbach, seria seu próximo treinador.

A mudança entraria em ação apenas na próxima temporada e, a cada rodada, foi aumentando o risco de que o Dortmund não se classificasse à Champions League. Mas uma sequência de sete vitórias nas rodadas finais garantiu o clube em terceiro lugar, diminuindo a chance de perder todas as suas principais estrelas – Erling Haaland permanece por enquanto, mas Jadon Sancho já foi negociado com o Manchester United.

“Temos de ser medidos pelos últimos jogos. Queremos sempre estar no topo: queremos estar em Berlim (palco da final da Copa da Alemanha), jogar a final e o objetivo é sempre ser campeão. As últimas semanas da última temporada mostraram do que somos capazes. Essa é a referência. Temos que trabalhar continuamente e construir sobre isso, começando com estabilidade e a mentalidade no lugar certo. E então seremos difíceis de vencer”, afirmou, segundo a revista Kicker.

Segundo o capitão do Dortmund, “fácil, amigável e educado”, Rose deixou uma boa primeira impressão. “Nos primeiros dias, pudemos ver que ele dá grande importância às pequenas coisas e aos poucos vai nos ensinando a filosofia com que devemos jogar. Somos muito bons nisso, mas ainda estamos no começo. Acho que ele está feliz aqui e lentamente sentindo o clube. Ele vai se divertir muito aqui”, prometeu.

Aos 32 anos, prestes a embarcar em sua 13ª temporada da Bundesliga, Reus destacou a dificuldade da última temporada, disputada inteira durante a pandemia, mas disse que está com as baterias recarregadas. “Foi um ano muito cansativo, com muitos altos e baixos esportivos. No final, nós nos salvamos. Depois disso, estava realmente ansioso para as férias. Desliguei e às vezes deixei meu celular de lado por vários dias. Aproveitei o tempo e fiquei ansioso para a próxima temporada”, encerrou.

O Borussia Dortmund estreia na próxima edição da Bundesliga contra o Eintracht Frankfurt, em casa, em 14 de agosto.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo