Bundesliga

RB Leipzig tropeça de novo, e Bayern volta à liderança da Bundesliga depois de quatro meses

Foi bom enquanto durou ao RB Leipzig, mas a equipe de Julian Nagelsmann perdeu a liderança da Bundesliga neste sábado (2), depois do segundo tropeço seguido na competição. No fim das contas, o empate em 2 a 2 acaba sendo positivo, tendo em vista o plano de jogo executado com precisão pelo Borussia Mönchengladbach no primeiro tempo.

[foo_related_posts]

Aos 24 minutos, em um ataque rápido, com boa troca de passes, o Mönchengladbach abriu o placar. Marcus Thuram arrancou com velocidade pela ponta direita, tocou para Hofmann, e o meia então abriu com Wendt, que rolou para Pléa fazer 1 a 0. Foi o nono gol do atacante francês em 19 jogos na atual Bundesliga.

Seguindo sua estratégia de forçar o Leipzig ao erro, os visitantes chegaram ao segundo gol 11 minutos depois. Um passe desleixado da zaga caiu nos pés de Neuhaus, que rapidamente acionou Hofmann. Dentro da área, o camisa 23 tirou a marcação e bateu na saída de Gulácsi para ampliar.

Em busca do empate, Nagelsmann tirou um defensor e um meia, Mukiele e Forsberg, para colocar dois jogadores ofensivos, Schick e Poulsen, logo na volta do intervalo – e não demorou para vir o primeiro gol. Aos cinco minutos da segunda etapa, após bola levantada na área, o goleiro Yann Sommer a deixou cair, e Schick pegou a sobra e diminuiu a desvantagem.

Aos 16 minutos, por reclamação, Pléa levou dois cartões amarelos em sequência e foi expulso, desequilibrando o confronto a favor do time da casa. Com um a mais, os esforços ofensivos do Leipzig cresceram. Depois de tanto pressionar, Christopher Nkunku, aos 44 do segundo tempo, acertou um chute forte, de fora da área, para marcar um golaço e empatar em 2 a 2.

O RB Leipzig se colocou na briga pelo título sobretudo com a ótima sequência invicta de nove partidas, entre novembro e janeiro, com oito vitórias e um empate. Entretanto, chega agora a dois jogos sem vencer – derrota por 2 a 0 para o Frankfurt e, agora, o empate com Mönchengladbach.

O Bayern está de volta

Por sua vez, o Bayern de Munique venceu e convenceu. O 3 a 1 sobre o Mainz foi garantido com menos de meia hora de jogo. Aos 26 minutos do primeiro tempo, a equipe bávara já vencia os donos da casa por 3 a 0.

O domínio do time de Hansi Flick foi amplo, e em nenhum momento o Mainz pareceu apto a oferecer um desafio minimamente sério ao Bayern.

O primeiro gol foi marcado aos oito minutos por Lewandowski, que chegou a 22 na atual campanha da Bundesliga, o mesmo número de tentos que conseguiu em toda a campanha passada. Aos 14, foi a vez de Thomas Müller deixar o seu. Doze minutos depois, Thiago recebeu de Alphonso Davies e fez 3 a 0 em grande estilo, driblando três marcadores antes de finalizar cruzado. Jeremiah St. Juste foi o responsável pelo único gol do Mainz no jogo.

Com a combinação de resultados, o time bávaro é líder da Bundesliga pela primeira vez desde a sexta rodada, no fim de setembro. Passar quatro meses fora do topo não é algo comum a este Bayern, mas a equipe parece deixar os dias de turbulência cada vez mais para trás. Depois da demissão de Kovac, Hansi Flick tem conseguido bom futebol e também resultados. Já são seis vitórias seguidas, com 23 gols marcados, média superior a três por partida.

Por mais que os indícios apontem que a equipe de Munique esteja corrigindo o curso de sua temporada relativamente errática, ainda há expectativa para uma boa disputa pelo título. O RB Leipzig já mostrou do que é capaz e apenas precisa contornar o momento ruim. O Dortmund, que sofreu no começo, vem em grande fase desde novembro, potencializado pelo futebol de Sancho e Haaland. O Mönchengladbach, pelas beiradas, parece ser o time com menos gás para buscar a conquista, mas seu bom futebol até aqui ajuda a aumentar o bom nível da disputa pelo topo. Serão meses finais de temporada interessantes na Alemanha.

Standings provided by Sofascore LiveScore

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo