Bundesliga
Tendência

O Union Berlim dá sequência ao excelente momento ao vencer o dérbi contra o Hertha no Estádio Olímpico

O Union Berlim contou com sua força na bola parada e no contra-ataque para sair com a vitória, num jogo em que o Hertha até atacou mais

Poucos clubes no futebol europeu possuem uma identidade de jogo tão forte quanto a do Union Berlim. A equipe de Urs Fischer passou por adaptações nas últimas temporadas, mas possui um estilo de jogo muito físico, vertical e de força nas bolas paradas. Tais qualidades, inclusive, foram reforçadas na longa pausa da Bundesliga por causa da Copa do Mundo e do inverno. Os Eisernen, que acumularam tropeços em novembro, retomaram suas atividades em janeiro emendando vitórias e expressando suas virtudes. Neste sábado, o Union ganhou a terceira seguida. E não foi qualquer jogo: foi o Dérbi de Berlim, contra o Hertha, em pleno Estádio Olímpico. Os alvirrubros afundaram um pouco mais os alviazuis com o triunfo por 2 a 0 e se respaldam na briga pelo título.

Apesar da diferença na tabela, entre o vice-líder e o vice-lanterna, o Hertha tentou se impor no primeiro tempo. Tinha mais presença ofensiva e se postava no campo dos rivais. Porém, o Union é conhecido por sua eficiência. Além de se defender com solidez, sem conceder grandes chances aos alviazuis, aproveitou sua grande chance para abrir o placar pouco antes do intervalo. E, como de costume, as bolas paradas ajudaram. Aos 44 minutos, o capitão Christopher Trimmel cobrou falta pela esquerda e Danilho Doekhi definiu de cabeça, em seu terceiro gol nas últimas três partidas. Nada mal para um zagueiro.

O segundo tempo continuou intenso, mas a tentativa do Hertha de reagir não deu certo. O Union ampliou aos 22 minutos, em outra de suas especialidades, o contra-ataque. A Velha Senhora reclamou de um pênalti, antes dos Eisernen engatarem a quinta marcha a partir da própria área. Sheraldo Becker disparou pela esquerda e serviu o passe rasteiro para a definição de Paul Seguin. Depois disso, o Hertha até aumentou o abafa, mas não passou pelo goleiro Fredrik Rönnow, com duas boas defesas para segurar o marcador.

O Union Berlim retoma a vice-liderança, com 36 pontos, um atrás do Bayern de Munique. A sequência recente voltou a sublinhar o potencial do time de Urs Fischer. Já o Hertha Berlim continua na zona de rebaixamento, na penúltima posição. A Velha Senhora soma 14 pontos, dois abaixo de Stuttgart e Bochum.

Nos outros jogos do horário, a grande surpresa foi proporcionada pelo Werder Bremen. Os Papagaios vinham de quatro derrotas, incluindo os 7 a 1 do Colônia. Do outro lado, o Wolfsburg acumulava seis vitórias consecutivas e dez jogos de invencibilidade. Pois os anfitriões se recuperaram com os 2 a 1 no Weserstadion. Niclas Füllkrug anotou os dois gols do Bremen, enquanto Kevin Paredes descontou para os Lobos só no final. O Wolfsburg perde a chance de se aproximar do G-4 e fica na sétima posição, com 29 pontos. O Bremen é o décimo, com 24. Já Füllkrug reassumiu a artilharia do campeonato, com 13 gols.

Pressionado por dois tropeços seguidos, o Freiburg ganhou a primeira nesta retomada da Bundesliga. O time de Christian Streich recebeu o Augsburg no Estádio Europa Park e cumpriu sua parte com os 3 a 1 na contagem. Michael Gregoritsch, Lucas Höler e Philipp Lienhart anotaram os gols dos anfitriões, enquanto Mergim Berisha descontou aos bávaros. O Freiburg reaparece no G-4, na quarta colocação, com 34 pontos. O Augsburg é o 14°, com 18 pontos.

Outro que não vinha bem, de duas derrotas, e precisava reagir era o Borussia Mönchengladbach. E a resposta dos Potros foi excelente, com os 4 a 1 fora de casa contra o Hoffenheim, que atravessa fase ainda pior. Jonas Hofmann anotou dois logo no primeiro tempo. Ihlas Bebou descontou, mas Lars Stindl e Hannes Wolf desenharam a goleada. O Gladbach é o oitavo, com 25 pontos. Já o Hoffenheim despenca para o 13° lugar, com 19 pontos, sem ganhar há oito rodadas.

Por fim, num compromisso da parte inferior da tabela, o Mainz 05 botou fim à sua sequência negativa e derrotou o mais embalado Bochum, por 5 a 2. Foi uma partida estrelada por Karim Onisiwo, autor de três gols. Silvan Widmer e Lee Jae-sung anotaram os outros dos alvirrubros, enquanto Pierre Kunde e Erhan Masovic descontaram. O Mainz ganha um respiro no 11° lugar, com 23 pontos, enquanto o Bochum permanece na zona dos playoffs contra o rebaixamento, em 16°, com 16 pontos.

Foto de Leandro Stein

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreveu na Trivela de abril de 2010 a novembro de 2023.
Botão Voltar ao topo