Bundesliga

O St. Pauli amplia sua série histórica no dérbi e conquista a quarta vitória sobre o Hamburgo nos últimos cinco jogos

St. Pauli chegou a passar seis décadas sem vencer o clássico em casa e agora emenda o terceiro triunfo como mandante desde o fim do jejum

O Dérbi de Hamburgo, historicamente, sempre foi um dos mais desiguais da Alemanha. O St. Pauli, salvo um raro período na virada das décadas de 1940 e 1950, geralmente sofria com as derrotas diante do Hamburgo. O rebaixamento dos Dinossauros em 2017/18, porém, reaproximou os rivais na segundona da Bundesliga. E os Piratas desfrutam de uma série hegemônica histórica desde então. Nesta sexta, o St. Pauli venceu mais um clássico dentro do Estádio Millerntor, desta vez por 3 a 2. São cinco duelos consecutivos sem uma vitória sequer do Hamburgo, com quatro triunfos da equipe de camisa marrom.

O St. Pauli nunca tinha passado mais de três clássicos sem perder para o Hamburgo até 2019. Além disso, no máximo tinha faturado duas vitórias consecutivas. Enquanto isso, o HSV chegou a emendar 15 clássicos sem derrotas de 1978 a 2010 e possui uma série de sete triunfos consecutivos nas sete primeiras edições do confronto, de 1924 a 1927. Que a sequência atual dos Piratas não se equipare à supremacia dos Dinossauros no embate, ela nunca tinha acontecido no lado marrom da cidade até então.

Desde a temporada 2010/11, quando o St. Pauli teve uma breve passagem pela primeira divisão, o Dérbi de Hamburgo aconteceu nove vezes. O Hamburgo venceu apenas um deles no período, com os 4 a 0 aplicados no Millerntor em março de 2019. Já o St. Pauli acumula cinco vitórias neste intervalo de uma década, quatro delas nos últimos cinco jogos. Os Piratas ganharam os dois duelos em 2019/20, enquanto empataram no primeiro turno e venceram no segundo em 2020/21, até o triunfo desta sexta. E mais impressionante é a subida de produção em casa. Em setembro de 2019, o St. Pauli quebrou um jejum de seis décadas sem vencer o clássico como mandante. Desde então, foram três triunfos em três compromissos no Millerntor, além de uma vitória e um empate no Volksparkstadion.

O jogo desta sexta foi especial pelo reencontro dos torcedores com o clássico. Foi o primeiro dérbi com público desde fevereiro de 2020, garantindo a presença de 10 mil espectadores. E o St. Pauli não decepcionaria sua torcida no Millerntor. Os anfitriões abriram o placar aos 27 do primeiro tempo, com Finn Ole Becker completando uma envolvente troca de passes. Antes do intervalo, Sonny Kittel até empatou ao Hamburgo. Já no início da segunda etapa, Simon Makienok voltou com tudo e anotou dois gols ao St. Pauli. Robert Glatzel até descontou no fim, mas os Dinossauros não evitaram o revés.

O St. Pauli abre a terceira rodada da segundona alemã na liderança, com sete pontos. Já o Hamburgo acumula tropeços, com quatro pontos. E numa edição da segunda divisão com tantas camisas pesadas, muitos clubes tradicionais tendem a sofrer. Nesta sexta, o Schalke 04 cedeu o empate por 1 a 1 contra o Erzgebirge Aue dentro da Veltins Arena. Apenas Karlsruhe e Jahn Regensburg conquistaram duas vitórias nos dois primeiros compromissos, com deslizes também de Werder Bremen, Nuremberg e Hannover 96 nesta largada. Já o Holstein Kiel, que perdeu para o Colônia nos playoffs de acesso, é o atual lanterna.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo