Bundesliga

O Holstein Kiel vence a ida dos playoffs e fica a um empate de selar o acesso inédito – bem como o rebaixamento do Colônia

Terceiro colocado da segunda divisão, o Holstein Kiel garantiu o triunfo na visita ao Colônia e decidirá em casa, no sábado

A segundona da Bundesliga terá várias camisas pesadas na próxima temporada e mais um clube de peso pode se juntar à disputa. Afinal, o Holstein Kiel abriu caminho para conquistar o acesso à elite e, de quebra, provocar o rebaixamento do Colônia. Nesta quarta-feira, aconteceu a partida de ida dos playoffs, no Estádio Rhein-Energie. Os Bodes tiveram o domínio do jogo dentro de casa e pressionaram. Entretanto, o Kiel foi mais cirúrgico e deu um passo à frente em sua missão. O clube do norte da Alemanha venceu por 1 a 0 e poderá jogar pelo empate na volta, em seu estádio, para celebrar a promoção inédita à Bundesliga – e sua volta à primeira divisão alemã depois de 64 anos.

O Holstein Kiel é um dos times mais tradicionais do norte da Alemanha. Foi campeão nacional em 1912 e por duas vezes acabou como vice, em tempos regionalizados da competição. Também levou seis títulos da liga regionalizada do norte. A partir da criação da Bundesliga em 1963, porém, o Kiel passou a frequentar as divisões de acesso. Vagou até pela quarta divisão, antes de iniciar sua ascensão meteórica a partir de 2012/13. Desde então, o clube faturou dois acessos. Sua volta à segundona, em 2017/18, encerrou um hiato de 36 anos longe deste nível. E as Cegonhas têm ensaiado a aparição na elite.

Em 2017/18, o Holstein Kiel chegou a disputar os playoffs de acesso, mas perdeu a disputa com o Wolfsburg. Depois, terminou no sexto lugar e no 11° nas edições seguintes da segundona. Já nesta campanha, as Cegonhas foram sérias candidatas à promoção. O time já fez barulho na Copa da Alemanha, ao eliminar o Bayern de Munique e alcançar as semifinais pela primeira vez desde a década de 1940. Já na liga, se manteve na zona de acesso durante quase todo o campeonato. Porém, um surto de COVID-19 provocou uma série de adiamentos e uma maratona de jogos na reta final. Com duas derrotas nos dois últimos compromissos, o Kiel deixou a vaga direta escapar. Ainda assim, parecia ter forças para peitar o Colônia. A quem venceu o Bayern, superar um time que só se safou da queda direta com um gol no fim não parecia o maior dos desafios.

O Colônia contou com o apoio de sua torcida na chegada ao Estádio Rhein Energie. E os Bodes teriam o domínio do jogo durante o primeiro tempo. Era um encontro travado, em que os alvirrubros tomavam a iniciativa, mas esbarravam no esforço defensivo do Holstein Kiel. A grande chance da primeira etapa foi do Colônia, aos 31 minutos, num lance em que Jonas Hector ganhou a disputa com o goleiro Ioannis Gelios e Hauke Wahl cortou quase em cima da linha. A bola ainda pegou no travessão, antes da arbitragem apitar falta sobre o arqueiro. A pressão aumentou pouco antes do intervalo e, nos acréscimos, Ondrej Duda quase abriu o placar aos Bodes, com um tiro que passou ao lado da trave. Aleksandar Ignjovski ainda deu sorte de não deixar o Kiel com um a menos, por uma entrada dura revisada pelo VAR que poderia ter rendido o vermelho.

O segundo tempo voltou pegado, mas o Holstein Kiel não demorou a abrir o placar. Simon Lorenz saiu do banco e precisou de um toque na bola para marcar o gol da vitória, aos 14. A partir de um escanteio, o substituto meteu a cabeça na sobra e superou o goleiro Timo Horn. A partir de então, a pressa do Colônia aumentaria. Os Bodes insistiam mais, mas as chances claras eram anuladas por impedimento. E os anfitriões correram sérios riscos de tomar o segundo, aos 33, quando Janni Serra mandou uma cabeçada no travessão. Ainda assim, o Holstein Kiel precisou se manter atento até o fim para preservar o triunfo. Jonas Hector e Sebastian Andersson teriam duas chances em sequência, mas Phil Neumann foi salvador para travar ambos. O lance valeu o resultado às Cegonhas.

O Holstein Kiel poderá selar o acesso no próximo sábado, quando acontece o reencontro com o Colônia no Estádio Holstein. Considerando a capacidade do time e o nível de concentração defensivo, dá para acreditar na estreia dos nortistas na Bundesliga. Enquanto isso, o Colônia precisará de mais contundência, numa temporada que este não tem sido o forte dos Bodes. A volta à segundona depois de duas temporadas parece possível – e numa disputa apertada, considerando a concorrência de Hamburgo, Schalke 04 e Werder Bremen na divisão de acesso em 2020/21.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo