Bundesliga

O Dortmund ruía diante do Frankfurt, até ressurgir para uma virada agonizante nos minutos finais

O Borussia Dortmund tomou dois gols no primeiro tempo, mas conseguiu se recuperar e ainda buscou a vitória no fim do segundo tempo

O Borussia Dortmund vivia outra daquelas noites em que nada parece dar certo. Os aurinegros tiveram um ótimo início no Deutsche Bank Park, mas desmoronaram a partir do momento em que o Eintracht Frankfurt abriu o placar na primeira boa chegada. O restante do primeiro tempo teria o segundo gol das Águias e, pelas circunstâncias, o BVB estava suscetível a tomar uma goleada. Desta vez, porém, a história seria diferente. O Dortmund reviveu no meio do segundo tempo, ao descontar. E uma virada fantástica por 3 a 2 se consumou no apagar das luzes, com gols aos 42 e aos 44 minutos. Vitória valiosa, especialmente pelo brio apresentado pelo time de Marco Rose.

O Borussia Dortmund teve bons minutos iniciais no jogo. Os aurinegros pareciam dispostos a impor sua força e só não conseguiram o gol porque Kevin Trapp fez uma defesa espetacular, em chute cruzado de Thomas Meunier aos dois minutos. Pouco depois, o arqueiro também manteve a segurança em tentativa de Erling Braut Haaland. Foram 15 minutos de pressão incessante do BVB, que jogava com velocidade e agressividade. Isso até que sua defesa ruísse, a partir da primeira chegada do Frankfurt.

O primeiro gol seria marcado pelo próprio Frankfurt, aos 15 minutos. Filip Kostic cobrou uma falta em direção à área, Rafael Santos Borré se infiltrou para a cabeçada e o gol saiu sem que Gregor Kobel estivesse com a mão firme o suficiente. As Águias cresciam, à medida que o Dortmund desmoronava. Kobel tentou evitar o segundo, ao pegar um tiro de Kostic. Mas, aos 24, o time da casa ampliou o placar. A troca de passes saiu sem problemas, até o cruzamento de Kostic da esquerda. Então, Daichi Kamada errou o passe e Santos Borré ganhou a dividida pela sobra na área aurinegra, para fazer mais um.

Até parecia que uma goleada seria possível no primeiro tempo. O Borussia Dortmund não mantinha a posse de bola e o Eintracht Frankfurt era bem mais direto. Kostic era uma ameaça constante, enquanto Evan Ndicka ficou muito perto do terceiro aos 30, ao acertar a trave. As falhas dos aurinegros se repetiam e só no fim do primeiro tempo é que os visitantes puderam respirar um pouco mais. Mas não que dessem sinais tão concretos de reação. Foi só no fim dos acréscimos que o BVB teve a melhor oportunidade para descontar, após um escanteio. Trapp salvou a cabeçada de Mats Hummels e, na sobra, Donyell Malen ainda acertou a trave quase em cima da linha.

Se o Dortmund esperava uma mudança de atitude na volta do segundo tempo, o Frankfurt quase tornou a situação mais difícil. Em grande jogada, Jesper Lindström deu uma caneta em Emre Can, mas desperdiçou diante de Kobel, que fechou bem o ângulo. Depois de alguns minutos em que as Águias eram melhores, os aurinegros passaram a controlar o jogo no campo de ataque a partir dos 15. Faltava acertar as conclusões, com Haaland e Julian Brandt mandando para fora. A pressão aumentava e a entrada de Thorgan Hazard, aos 20, logo surtiria efeito. Depois de mais um par de lances de perigo, o gol saiu aos 26, num avanço rápido. Haaland girou e serviu Hazard, que invadiu a área e definiu na saída de Trapp.

Neste momento, o empate do Borussia Dortmund parecia mais provável. O Frankfurt se limitava à defesa e o BVB estava com sua confiança renovada. Foi quando as Águias saíram um pouco mais e o jogo ficou aberto. Trapp faria mais uma defesa importante contra Malen, antes que Kostic respondesse e esbarrasse em Kobel. A torcida aurinegra também precisou segurar a respiração num lance em que quase saiu o gol contra, pegando Kobel desprevenido. Mas a igualdade realmente saiu aos 42, iniciando a reviravolta.

Numa bola que sobrou na direita, Meunier cruzou e Jude Bellingham surgiu livre na área para fazer de cabeça. O Borussia Dortmund não se daria por satisfeito ainda. Teria tempo, inclusive, para a heroica virada aos 44. De novo a zaga do Frankfurt teve dificuldades para afastar o perigo, a bola ficou solta na entrada da área e Mahmoud Dahoud limpou o chute, antes de bater no cantinho de Trapp. Os quatro minutos de acréscimos providenciavam certa sobrevida às Águias. Nada que o time da casa aproveitasse, em momento tenso que até terminou com discussão dos jogadores ao apito final.

O Borussia Dortmund reduz a diferença em relação ao Bayern de Munique, na disputa pela liderança. Os aurinegros têm seis pontos a menos que os rivais, com 37 pontos. Ao menos, a situação dentro do G-4 é tranquila, com uma folga que chega a oito pontos. O Frankfurt, por sua vez, perde a chance de entrar na zona de classificação às copas europeias. Depois de três vitórias consecutivas, estaciona com 27 pontos, no sétimo lugar.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo