Bundesliga

O Dortmund fez um segundo tempo deslumbrante para bater o Leipzig, entre as lindas tramas coletivas e a ferocidade de Haaland

O Borussia Dortmund faz uma temporada não mais que morna em 2020/21. Apesar da demissão de Lucien Favre resolver alguns problemas, as perspectivas aos aurinegros não andavam muito boas. Neste sábado, porém, o BVB conquistou sua principal vitória nesta Bundesliga. O time de Edin Terzic visitou o RB Leipzig e até fez um primeiro tempo protocolar, que não fugia muito das impressões ruins dos últimos tempos. Em compensação, nos 45 minutos finais, o Dortmund deu uma aula de futebol. Construiu uma série de lindas tramas e mereceu a vitória por 3 a 1 na Red Bull Arena. Jadon Sancho e Marco Reus ofereceram lances brilhantes como em seus melhores tempos. Ainda assim, o nome da noite foi Erling Braut Haaland, que anotou mais dois gols e desmontou a defesa de Julian Nagelsmann.

O primeiro tempo teve pouquíssimo a se aproveitar na Red Bull Arena. O RB Leipzig era mais agressivo e dominava a posse de bola, mas o Borussia Dortmund se concentrava na defesa e travava os anfitriões. Por mais que Marcel Sabitzer aparecesse bem para organizar os Touros Vermelhos, a marcação aurinegra estava muito bem encaixada, sem conceder espaços. Porém, o BVB era nulo do outro lado. As jogadas não fluíam e nem mesmo Haaland conseguia aparecer. Era uma partida travada nas intermediárias, com muita aplicação tática e nada de emoção.

Os principais lances de perigo foram do RB Leipzig, mas raros e sem dar trabalho a Roman Bürki. O Borussia Dortmund conseguiu ser ainda mais inofensivo. Os aurinegros não deram uma finalização sequer no primeiro tempo, com muitas dificuldades na construção e passes errados em excesso. Além disso, o técnico Edin Terzic teve um motivo para se preocupar aos 30, quando Axel Witsel sentiu lesão e precisou ser substituído. Emre Can entrou no lugar do belga para recompor o meio-campo.

A partida começou mesmo depois do intervalo. E muito dessa transformação se deu por causa da postura do Borussia Dortmund. Os aurinegros voltaram muito mais ligados no jogo, se movimentando melhor e trabalhando bem as jogadas com passes curtos. A qualidade do BVB na construção dos ataques, aliás, seria a chave para a vitória. O Dortmund começou a pressionar desde os primeiros minutos e Marco Reus forçaria a primeira boa defesa de Péter Gulácsi aos quatro. O gol mesmo saiu aos dez, numa sensacional trama coletiva dos visitantes. Num ataque rápido, após tabelar com Reus, Haaland arrancou pela direita. O norueguês cruzou rasteiro e Reus foi genial dentro da área, com um leve toque de letra. Jadon Sancho pegou a bola livre e fuzilou, anotando o segundo gol em dois jogos – após a seca que perdurou no início da temporada.

O Dortmund parecia muito mais cômodo no jogo e, com a necessidade do Leipzig em buscar mais o ataque, também sobravam mais espaços na defesa adversária. Julian Nagelsmann realizou duas trocas aos 16 minutos, colocando Alexander Sörloth e Lukas Klostermann em campo. Nada que tenha gerado grande efeito, com o futebol dos aurinegros prevalecendo e as chances se acumulando. Haaland também queria anotar o seu e ficou no quase aos 20. Acionado por Sancho, o centroavante soltou uma pancada que Gulácsi desviou levemente e ainda bateu no travessão. Do outro lado, a resposta dos Touros Vermelhos foi imediata. Depois de passar pelo meio de dois, Dani Olmo conseguiu tirar seu chute cruzado do alcance de Bürki, mas parou no pé da trave.

Não foi com o bom lance que o Leipzig intimidou o Dortmund. Os visitantes ampliaram aos 26, com uma jogada ainda mais fantástica do que a do primeiro gol. O lance começou com uma arrancada impressionante de Haaland na intermediária, driblando os marcadores e fazendo estrago na defesa adversária. Mesmo cercado por quatro, o centroavante passou a Sancho, livre na esquerda. O inglês tocou para Can, que devolveu de primeira a Raphaël Guerreiro e este já ajeitou de calcanhar. Sancho, então, cruzou com veneno e Haaland já estava no segundo pau para cabecear. Este tento abalou os Touros Vermelhos, que não conseguiriam mais esboçar a reação.

O Borussia Dortmund continuou criando as melhores chances na reta final da partida. Haaland era o mais ativo no ataque e atormentava a marcação adversária, enquanto Reus jogava bem entre as linhas. Uma combinação entre ambos gerou o terceiro gol, que liquidou as esperanças do Leipzig. Reus avançou na entrada da área e deu o passe milimétrico para Haaland disparar entre os zagueiros. O tempo de bola do centroavante foi perfeito, sem ficar impedido e fugindo para sair de frente com Gulácsi. Após driblar o goleiro, chutou à meta vazia. O BVB poupou forças depois disso e só nos acréscimos os Touros Vermelhos descontaram. Angeliño cruzou e, depois de forçar a defesa de Bürki com uma cabeçada, Sörloth marcou no rebote. Foi o primeiro tento do centroavante na Bundesliga, mas pouco adiantou.

Quem agradece o resultado é o Bayern de Munique, que permanece na liderança mesmo após a derrota para o Borussia Mönchengladbach. O Leipzig estaciona nos 31 pontos, na segunda colocação, a dois pontos dos líderes. Já o Borussia Dortmund segue firme no quarto lugar e encurta as distâncias em relação ao Bayer Leverkusen. Os aurinegros chegaram aos 28 pontos, um a menos que os Aspirinas, que só empataram diante do Werder Bremen. Se o futebol do segundo tempo se repetir mais vezes, dá para colocar novamente o time de Edin Terzic entre os candidatos à taça.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo