O Borussia Dortmund vem de uma semana atribulada, após a goleada por 5 a 1 sofrida diante do Stuttgart dentro do Signal Iduna Park e a consequente demissão de Lucien Favre. Nesta terça, os aurinegros disputaram seu primeiro compromisso sob as ordens de Edin Terzic, o interino que tende a conduzir o time até o final da temporada. E a equipe cumpriu sua parte contra o Werder Bremen, que também não impôs o maior dos desafios no Weserstadion. O BVB foi superior, mas isso não significa que a equipe atuou tão bem. Jogando para o gasto, o Dortmund cumpriu sua parte na vitória por 2 a 1, que pelo menos acalma o ambiente antes da pausa de inverno.

O Borussia Dortmund começou a partida com uma boa dose de intensidade e parecia disposto a garantir a vitória em pouco tempo. Quase a combinação entre Giovanni Reyna e Youssoufa Moukoko deu resultado, mas o centroavante chegou segundos atrasado para completar o cruzamento da esquerda. O momento positivo se manteve e rendeu o primeiro gol aos 12, a partir de uma cobrança de falta. Mats Hummels foi bloqueado, mas a sobra ficou com os aurinegros e Reyna passou a Jadon Sancho. O atacante bateu em cima de Omar Toprak e, no rebote, Raphaël Guerreiro conseguiu abrir a contagem.

Talvez o grande mérito do Dortmund no início da partida era o seu controle defensivo. Se os aurinegros não criavam tantos perigos para ampliar o placar, ao menos concediam poucos espaços para o Werder Bremen ameaçar. Porém, quando o jogo parecia sob o domínio do BVB, os Verdes empataram aos 27. Numa boa troca de passes, os visitantes se esqueceram de proteger a entrada da área. Maximilian Eggestein ajeitou e Kevin Möhwald bateu no cantinho de Roman Bürki. O time da casa cresceu com o gol e ganhou confiança. Ludwig Augustinsson quase virou, mas seu chute colocado seria barrado por uma linda ponte de Bürki. Do outro lado, Manuel Akanji também desperdiçou uma ótima oportunidade após cobrança de falta, mandando em cima de Jiri Pavlenka.

O segundo tempo guardaria a pressão do Borussia Dortmund. Os aurinegros tinham volume, mas encontravam dificuldades para abrir a defesa do Werder Bremen. A equipe seguia sem muita penetração, um problema recorrente dos tempos de Lucien Favre. Demorou para a vitória se desenhar aos aurinegros. O primeiro aviso seria dado por Moukoko, sem completar um cruzamento da dieita. Depois, Reus cabeceou e Pavlenka salvou brilhantemente com os pés. O goleiro, todavia, seria responsável por uma lambança imensa. Deixou a bola escapar na área e cometeu o pênalti sobre Akanji aos 33. Reus cobrou e o goleiro até defendeu, mas o atacante balançou as redes no rebote. Já no fim, o Bremen tentou o empate no desespero, mas seus cruzamentos não renderam e o BVB até poderia ter feito o terceiro nos contra-ataques. Na melhor chance, Reus carimbou Pavlenka e Sancho isolou bisonhamente a sobra.

O Borussia Dortmund encerra a sequência de três rodadas sem vitórias. O triunfo deixa os aurinegros com 22 pontos, na quarta colocação. Contudo, a equipe ainda pode ser ultrapassada pelo Wolfsburg na sequência da rodada. Já o Werder Bremen emendou sua quarta derrota consecutiva. Ocupa o 13° lugar, com 11 pontos, quatro acima da zona de rebaixamento. Não é uma situação animadora.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore