Bundesliga
Tendência

O Colônia impôs um bombardeio e goleou o Hertha, cada vez mais na beira do abismo rumo à segundona

Apesar da luta do Hertha no movimentado primeiro tempo, o Colônia finalizou demais e conseguiu uma sonora goleada

O Hertha Berlim bem que lutou no Estádio Rhein Energie. Precisando urgentemente de pontos para evitar o rebaixamento, a Velha Senhora chegou a virar no placar durante o primeiro tempo. No entanto, o Colônia estava insaciável e emplacou uma goleada diante de sua torcida, para manter a boa fase na Bundesliga – e, quem sabe, ainda descolar uma vaguinha nas copas europeias. Os Bodes impuseram um bombardeio, com 31 finalizações e 16 chutes no alvo. O goleiro Oliver Christensen trabalhou bastante e contou com o auxílio da trave, mas nem isso seria suficiente para evitar os 5 a 2 dos alvirrubros – que deixam os berlinenses na beira do precipício.

O Hertha Berlim até parecia animado durante os primeiros minutos, mas logo o Colônia abriu a contagem, aos oito. Num cruzamento de Eric Martel, Davie Selke brigou pelo alto e definiu de cabeça. Os Bodes se mantiveram em cima e o goleiro Oliver Christensen faria boa defesa contra Jonas Hector. Porém, o Hertha conseguiu o empate aos 18. Numa bola que ricocheteou na área, Lucas Tousart mandou para dentro num chute rasteiro. Apesar da igualdade, a pressão ainda era dos anfitriões, que rondaram o segundo gol algumas vezes e não tinham receio de finalizar.

O Hertha conseguiu uma virada que parecia improvável a esta altura, aos 33 minutos. Foi num contra-ataque puxado por Dodi Lukebakio, que bagunçou a defesa adversária e serviu a conclusão de Stevan Jovetic. Só então o Colônia, ainda dominante, conseguiria a nova reviravolta no marcador. O empate foi cortesia de Timo Hübers, numa cabeçada após falta cobrada por Florian Kainz para o meio do pagode, aos 39. Já aos 43, os Bodes cravaram o terceiro no placar. Linton Maina fez boa jogada em velocidade pela esquerda e serviu a batida no canto de Ellys Skhiri. Christensen ainda evitou o quarto antes do intervalo.

O segundo tempo seguiu mais aberto para o Colônia. Christensen se desdobrava para evitar um placar amplo dos Bodes. O goleiro se agigantou em saídas contra Steffen Tigges e Jan Thielmann, enquanto foi buscar na gaveta uma batida de Dejan Ljubicic. Quando não pôde fazer nada, seria salvo pela trave contra Hübers. Foram três mudanças no Hertha aos 16. E a Velha Senhora deu um sinal de vida, mas Marvin Schwäbe parou no mano a mano contra Jessic Ngankam.

Os sinais positivos do Hertha não adiantaram muito: aos 24, o Colônia anotou seu quarto gol. Foi uma pintura de Hübers, num movimento acrobático para desviar com o calcanhar, no alto, o cruzamento de Maina. E não que estivessem satisfeitos. Em meio às estocadas constantes dos Bodes, Tigges também carimbou a trave. Naturalmente, o quinto gol saiu aos 36. Num cruzamento que sobrou limpo na área, Denis Huseinbasic mandou um chute forte no canto. Só depois, enfim, os anfitriões tiraram o pé.

O Colônia abre a rodada na décima colocação, com 41 pontos. Os Bodes vêm numa sequência interessante, mas talvez seja tarde demais para buscar uma vaga na Conference League. Na melhor das hipóteses, o time está a cinco pontos da zona de classificação, caso o RB Leipzig vença a Copa da Alemanha. Já o Hertha pode ser rebaixado na próxima rodada. Com 25 pontos, a Velha Senhora está isolada na lanterna. Fica a três pontos de alcançar a zona dos playoffs.

Foto de Leandro Stein

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreveu na Trivela de abril de 2010 a novembro de 2023.
Botão Voltar ao topo