Bundesliga

O Bayer Leverkusen fez um baita negócio ao acertar com Azmoun, em fim de contrato, de graça para 2022/23

Fundamental aos últimos sucessos do Zenit, Azmoun não aceitou renovar com os russos e vai chegar sem custos ao Leverkusen na próxima temporada

Os clubes alemães costumam agir com uma antecipação bem maior que a média, especialmente em suas decisões no mercado de transferências. E, neste final de semana, o Bayer Leverkusen já confirmou a contratação de uma ótima alternativa ao ataque para a próxima temporada: Sardar Azmoun chegará à BayArena em 2022/23. O iraniano está em fim de contrato com o Zenit e, sem perspectivas de renovar, virou um nome almejado por diferentes clubes europeus. Os Aspirinas se deram melhor nas negociações e levarão o reforço de graça.

Aos 27 anos, Azmoun possui uma carreira em alto nível reconhecida na Rússia. O atacante chegou ao Rubin Kazan na adolescência, durante as categorias de base, mas estourou mesmo com o Rostov. O atacante brilharia na ascensão dos auriazuis, inclusive com boas atuações na Champions League. O Rubin Kazan o comprou de volta em 2017/18, mas o negócio não deu muito certo. Assim, a recuperação do artilheiro com a camisa do Zenit seria estrondosa a partir de janeiro de 2019.

Azmoun não teve problemas de adaptação no Zenit e, logo no primeiro semestre com o clube, anotou nove gols em 12 jogos pelo Campeonato Russo. Daria impulso para os celestes levarem o troféu. Depois, seriam 17 gols em 2019/20 (quando terminou como artilheiro da competição) e mais 19 em 2020/21 (eleito o melhor da liga naquele ano). Não à toa, liderou o time de São Petersburgo a mais duas taças da Premier Liga. E a média continua respeitável nesta primeira metade do Russão, com sete tentos e quatro assistências em 15 partidas. Com tamanho destaque, era natural que o iraniano desse um salto a ligas maiores.

O Bayer Leverkusen abre ótimas portas a Azmoun. O clube possui um estilo de jogo ofensivo, que deve beneficiar o atacante. Pode ajudá-lo até mesmo a chegar em nível competitivo mais alto para a Copa do Mundo. O Irã ainda não confirmou sua classificação para o Mundial de 2022, mas é fortíssimo candidato e tem em Azmoun um dos seus principais jogadores. O astro local seguirá como esperança de uma boa campanha dos persas, depois de já ter participado da campanha na fase de grupos em 2018.

O Bayer Leverkusen ainda parece se antecipar a possíveis vendas no próximo mercado de transferências. Patrik Schick faz uma temporada espetacular na Bundesliga e, com 18 gols, pode render um bom dinheiro nos próximos meses. Ainda que Lucas Alario seja uma boa alternativa no elenco, Azmoun parece um substituto para continuar produzindo em alto nível no Campeonato Alemão. Melhor ainda quando um reforço de tamanha qualidade seja sem custos.

A maior dúvida sobre Azmoun é em relação ao seu futuro próximo. Para realizar os exames médicos pelo Leverkusen, o iraniano deixou a concentração do Zenit em Dubai, quebrando o protocolo sanitário, e isso causou insatisfações no clube. Uma punição não é descartada, mas ao mesmo tempo o atacante é uma figura imprescindível para a equipe que luta pelo tetracampeonato russo. É ver se tal ato atrapalha a idolatria de um protagonista nos três títulos anteriores.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo