O Bayer Leverkusen anunciou nesta quarta-feira (13) a contratação do defensor Timothy Fosu-Mensah, de 23 anos, que estava no Manchester United. Anteriormente visto como uma das grandes promessas das categorias de base dos Red Devils, o neerlandês nunca conseguiu de fato deslanchar, mas viveu períodos em que foi capaz de mostrar um pouco de sua capacidade. Agora, espera que a mudança de ares sirva para renovar sua trajetória e reacender a carreira que andou estagnada.

Fosu-Mensah assinou contrato de dois anos e meio com o Leverkusen, até o fim da temporada 2023/24. Segundo informa a imprensa inglesa, o clube alemão teria pago ao United apenas £ 1,5 milhão pelo defensor, devido ao fato de seu contrato se encerrar ao fim da atual temporada.

Ainda que não viesse tendo oportunidades constantes na equipe, Ole Gunnar Solskjaer desejava renovar o contrato do jogador devido à sua polivalência, podendo atuar em pelo menos duas posições defensivas: zaga e lateral direita. No entanto, o norueguês não quis dificultar a busca do atleta por maior constância em campo, destacando que ele estava em um estágio de sua carreira em que “precisa partir e jogar novamente”.

Fosu-Mensah chegou ao quando tinha apenas 16 anos, em 2014, deixando as categorias de base do Ajax para se juntar às dos Red Devils. Dois anos depois, fez sua estreia pelo profissional curiosamente na mesma partida em que Rashford fazia seu primeiro jogo na Premier League, com o atacante marcando dois gols contra o .

No entanto, Fosu-Mensah não conseguiu a mesma transição suave para o time principal que o inglês, hoje camisa 10 do United. Ao todo, somou apenas 30 partidas com a camisa dos Red Devils ao longo dos cinco anos seguintes, sendo emprestado a Crystal Palace e Fulham em duas temporadas seguidas.

Foi no Palace que Fosu-Mensah viveu seu melhor período como profissional, acumulando 21 partidas de Premier League em 2017/18 e chegando a ser convocado para a seleção neerlandesa, fazendo três partidas naquela campanha. No Fulham, não teve o mesmo sucesso, e sua passagem ficou marcada por uma grave lesão no joelho que sofreu em abril de 2019.

Fosu-Mensah passou por uma longa e difícil recuperação, levando mais de um ano para voltar aos gramados por um jogo oficial. De modo inesperado, foi chamado por Solskjaer para a reta final da temporada passada, em meio às dificuldades do comandante para escalar a linha defensiva por causa de problemas de lesão. Ao todo, fez seis jogos na reta final da temporada 2019/20.

Com apenas 23 anos, Fosu-Mensah ainda tem capacidade e tempo de se estabelecer no futebol europeu de primeiro nível. Sua transferência para o Leverkusen é uma aposta boa para clube e jogador. O neerlandês estará em evidência na Bundesliga, enquanto a equipe adiciona alguém capaz de ocupar várias posições, por um custo mínimo e suprindo uma carência de momento em meio a problemas com contusões.

Simon Rolfes, diretor de futebol do Leverkusen, destacou que Fosu-Mensah é um zagueiro “tecnicamente apto, rápido e fisicamente forte, que pode ser usado tanto como lateral direito quanto como zagueiro. Com sua contratação, ganhamos não apenas mais uma grande alternativa na defesa depois das lesões de Santiago Arias e Mitchell Weiser. Tim ainda é jovem e capaz de se desenvolver”.

Jogadores de futebol têm ritmos diferentes de desenvolvimento, e embora hoje se espere que alguém com 23 anos já esteja estabelecido e tenha demonstrado boa parte do que pode entregar, Fosu-Mensah conviveu com problemas físicos e de encaixe no elenco que acabaram por prejudicar sua evolução. Agora, toma um caminho interessante, e a tempo, para poder traçar a sua própria história.