Bundesliga

Lewa precisou insistir muito, mas continua imparável e o Bayern adicionou outro triunfo à sua conta

Robert Lewandowski atingiu níveis absurdos nas últimas temporadas. No entanto, seu desempenho na atual Bundesliga beira o impossível. O polonês mantém uma média de três gols a cada dois jogos. Neste sábado, guardou mais um, chegando a 32 tentos no campeonato. O Bayern de Munique dominava o Werder Bremen dentro do Weserstadion, mas o gol de Lewa teimava em não sair. O atacante tomou uma pancada no olho no começo do duelo e precisou insistir bastante, acertando a trave três vezes. Ao final, botou mais uma bola nas redes, cada vez mais próximo de superar o recorde de Gerd Müller na competição. Além do atacante, Thomas Müller foi outro nome decisivo na vitória dos bávaros por 3 a 1, mantendo o ritmo na liderança.

Durante os primeiros minutos, o Werder Bremen até parecia disposto a fazer uma partida mais dura. Mantinha certo equilíbrio, mas nada que durasse muito. Logo o Bayern começou a pressionar mais forte no campo de ataque. Serge Gnabry e Joshua Kimmich eram dos mais ativos na equipe. E o primeiro gol saiu naturalmente, aos 22. Depois de uma cobrança de escanteio de Kimmich pela esquerda, Thomas Müller deu uma casquinha na bola e Leon Goretzka completou de cabeça para dentro.

A partida continuou disputada no campo de ataque do Bayern, que recuperava rapidamente a bola e sufocava. Os bávaros chegaram a carimbar a trave com Gnabry aos 34, num lance de pura sorte do goleiro Jiri Pavlenka. Porém, logo na sequência, o meia ampliaria. O segundo gol veio aos 35 minutos, numa jogada inteligente. Kimmich lançou e Müller fez o pivô, dominando no peito e já passando. Gnabry passou livre na esquerda para guardar. No fim do primeiro tempo, o Bremen voltaria a acordar, mas nada que significasse grande perigo.

O Bremen não arriscaria nada na volta ao segundo tempo. E a partida se concentraria em Lewandowski. O atacante passou a martelar e, incrivelmente, seu gol não saía. Num mesmo lance, o artilheiro acertou a trave numa cabeçada. Depois, Pavlenka fez uma grande defesa com o pé diante do polonês e ainda desviou mais um arremate no rebote rumo ao travessão. Todavia, é difícil segurar o artilheiro por muito tempo. Depois de mais uma grande defesa de Pavlenka numa cabeçada do goleador, seu tento saiu aos 22. Na cobrança de escanteio, a zaga verde bateu cabeça e o matador guardou.

Lewandowski não estava satisfeito e seguia em busca de mais. Chegaria a carimbar a trave pela terceira vez aos 33 minutos, abafado por Pavlenka na pequena área. Pouco depois, o artilheiro sairia para dar lugar a Eric Maxim Choupo Moting. Já no fim, o Bayern tirou o pé do acelerador e o Bremen conseguiu marcar seu gol de honra. Num contra-ataque, Milot Rashica parou em Manuel Neuer, mas Niclas Füllkrug escorou o rebote. De qualquer maneira, estava tarde demais para reverter a situação.

O Bayern soma 58 pontos na Bundesliga, abrindo cinco de vantagem sobre o RB Leipzig. Os Touros Vermelhos terão uma missão difícil no domingo, recebendo o Eintracht Frankfurt. Já o Bremen é o 12°, com 30 pontos. Lewandowski, com 32 gols, tem 13 a mais que qualquer outro jogador do campeonato. Fica a dois gols da melhor marca de sua carreira, os 34 de 2019/20. Além disso, com nove jogos pela frente, restam mais oito tentos para igualar a histórica marca de 40 gols estabelecida por Gerd Müller em 1971/72. A não ser que ocorra algo muito atípico, a questão não é mais o “se”, mas sim o “quando”.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo