Bundesliga

Sensação da Europa, Leverkusen de Xabi Alonso quer fazer nova vítima no retorno da Bundesliga

Líder da Bundesliga, Leverkusen mira vitória contra Werder Bremen de olho em manutenção na ponta da tabela

Sensação da Europa na temporada, o Bayer Leverkusen volta a campo no fim de semana. Para os amantes do futebol envolvente e bem jogado, a frase soa como música. Afinal, não é à toa que o time de Xabi Alonso lidera a Bundesliga de maneira isolada, desbancando até mesmo o colossal e favorito Bayern de Munique, atual hendecampeão (11 vezes campeão) alemão consecutivo.

A Data Fifa de novembro se encerrou, o que significa o retorno dos principais campeonatos europeus. Neste sábado (25), a partir das 11h30 (horário de Brasília), o Leverkusen enfrenta o Werder Bremen fora de casa, no Weserstadion, em jogo válido pela 12ª rodada da Bundesliga. Caso a expectativa se confirme, o líder não deve encontrar grandes dificuldades para vencer o 12º colocado do certame.

É bem verdade que o futebol é uma caixinha de surpresas, e a lógica definitivamente não faz parte desse esporte. No entanto, uma coisa é certa. Do que depender de Xabi Alonso, a equipe dará mais um espetáculo e fará nova vítima na Alemanha.

A absurda campanha do Leverkusen

Se tem um time que vem chamando a atenção no futebol europeu, esse time se chama Bayer Leverkusen. Alegre, competitivo, intenso, resiliente e prazeroso. Os cinco adjetivos elencados resumem e ilustram bem a equipe, líder incontestável de uma Bundesliga complicada e recheada de surpresas.

Invicto na principal competição do futebol alemão, o Leverkusen venceu 10 dos 11 jogos disputados até o momento e soma 31 pontos de 33 possíveis. Ao todo, o time balançou as redes em 34 oportunidades e sofreu apenas 10 gols. Vice-líder no certame, o Bayern de Munique tem dois pontos a menos e segue na caça do esquadrão de Xabi Alonso.

Falando em Xabi Alonso, o técnico pode ser apontado como o principal responsável pelo desempenho avassalador do Leverkusen. Estudioso e detalhista, o ex-volante do Real Madrid, Bayern de Munique e Seleção Espanhola faz trabalho autoral e de excelência. Mais do que os resultados na Bundesliga, o clube apresenta números impressionantes se levarmos em conta todas as competições. São 17 partidas em 2023/24, com 16 triunfos e um empate.

Foto: Icon Sport

A tática usada por Xabi Alonso

Xabi Alonso goza de prestígio e conta com total confiança da diretoria do Bayer Leverkusen. Por isso, tem liberdade para definir esquemas, montar estratégias e lançar jogadores. Em campo, o time é escalado na formação 3-6-1 ou 3-4-2-1, com três zagueiros rápidos e de boa estatura, dois alas resistentes e especialistas no apoio ofensivo e um meio de campo móvel e incisivo.

O principal destaque da equipe é o jovem meio campista alemão Florian Wirtz, de 20 anos de idade. Entretanto, o aspecto mais forte e chamativo do esquadrão de Xabi Alonso não é o individual. O coletivo do Leverkusen é o que faz a ‘mágica' acontecer. Exemplo claro disso é o fato do ala esquerdo Grimaldo ter oito gols na temporada, número que o coloca na posição de vice artilheiro do clube.

Uma curiosidade para lá de marcante no trabalho de Xabi Alonso é a mudança do esquema da equipe em partidas contra adversários considerados mais fracos. Na Copa da Alemanha e Liga Europa, por exemplo, o treinador costuma espelhar o 4-5-1 em campo, segurando os laterais e dando liberdade para os dois pontas nas extremidades. Nessa formação, um meia armador é escalado com o intuito de fazer a engrenagem girar e abastecer o homem de referência no ataque.

Com escassez de vitórias, Werder Bremen faz campanha irregular

Bem diferente do Bayern Leverkusen, o Werder Bremen tem decepcionado seu torcedor na atual edição da Bundesliga. Com apenas 11 pontos conquistados, sendo três vitórias, dois empates e seis derrotas, o time comandado pelo alemão Ole Werner ocupa o 12º lugar.

Nos últimos oito jogos (todos pela Bundesliga), o Werder Bremen conseguiu somente um triunfo, diante do Union Berlin (2 a 0), em casa, no dia 28 de outubro. Neste recorte, a equipe verde e branco obteve três empates e amargou quatro derrotas. A fase é péssima, e as perspectivas desanimadoras. Diante dos comandados de Xabi Alonso, o Bremen terá de competir e mostrar evolução para lá de significativa. Caso contrário, acumulará novo revés.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo