Bundesliga

Leipzig interrompe sequência negativa ao vencer o frágil Union e pressiona Dortmund na tabela

Na luta pelo G4 da Bundesliga, o Leizpig diminuiu para um ponto a vantagem do Borussia Dortmund

O Union Berlin, na luta contra o rebaixamento e pior visitante da Bundesliga, não foi páreo para o RB Leipzig neste domingo (4), pela 20ª rodada do Campeonato Alemão. O 2 a 0 dos Touros na Red Bull Arena ficou barato e só não foi uma goleada pela grande atuação do goleiro Alexander Schwolow. Vale citar que os donos da casa ainda não tinham vencido em 2024, vindo de três derrotas consecutivas.

Na quinta colocação, o time da Red Bull soma 36 pontos, apenas um menos que o Borussia Dortmund, que tropeçou na rodada, e coloca fogo na luta por vaga na próxima Champions League – visto que a dupla não luta pelo título alemão.

O Union segue na caminha contra o rebaixamento. Com um jogo a menos, está apenas com dois de pontuação de vantagem ao Colônia, o 16º, posição que leva a um playoff contra o rebaixamento.

Leipzig abre o placar no início e só não amplia por Schwolow

Ironicamente, os dois times tinham goleiros jogando pela primeira vez nesta edição da Bundesliga – por motivos diferentes. No Union, pela lesão de Frederik Ronnow, Alexander Schwolow estreou pela equipe. Já nos Touros, por opção técnica, Péter Gulácsi ganhou a vaga de Janis Blaswich, titular nas 19 rodadas anteriores. O centroavante Yorbe Vertessen também debutou nos visitantes, vindo do PSV.

Como um time bem superior, o RB Leipzig soube dominar bem a partida. Com uma saída de bola sustentada, com dois laterais e a dupla de volantes, além dos zagueiros, conseguia superar a pressão do clube da capital alemã. No ataque, Benjamin Šeško era o mais fixo e Loïs Openda flutuava. Por trás deles, toda a qualidade de Dani Olmo e Xavi Simons.

O Union manteve a linha de cinco, que não ficava só retrancada e subia para marcar pressão – mesmo que pouco efetiva. Não conseguiu levar muito perigo ao adversário por todo primeiro tempo. O máximo foi um cruzamento no qual Gulácsi teve que afastar para escanteio. O outro lado, no entanto, precisou de 11 minutos para abrir o placar.

Mesmo com um time muito técnico, a bola parada que deu vantagem ao Leipzig, e ainda em um lance bem feio. Falta cobrada da intermediária direita para a segunda trave resultou em um bate e rebate que sobrou limpinho para Openda fuzilar as redes de Schwolow. O jovem belga quase marcou o segundo em um contra-ataque. Olmo o deixou na cara do goleiro adversário, que fez uma gigante defesa em chute cruzado – no campo foi marcado o impedimento, mas, aparentemente, não estava.

RB Leipzig
Openda abriu o placar para o Leipzig (Foto: Icon Sport)

A transmissão da Bundesliga destacou uma estatística impressionante durante o jogo. O Leipzig permitia, em média, que o adversário ficasse apenas 9 segundos com a bola antes de roubá-la. Por outro lado, o Union precisa de 29 segundos para recuperá-la. A eficiência da pressão do time de Marco Rose era impressionante. Apesar do mandante seguir melhor e ter chances, não conseguiu ampliar a vantagem – muito por Schwolow, que salvou de forma espetacular uma cabeçada de Šeško após escanteio já nos acréscimos.

Cenário não muda e donos da casa ampliam

Mal começou a etapa final e, de novo, a bola parada fez a diferença para o clube da casa. A falta, mais à esquerda da entrada da área, foi cobrada com perfeição por David Raum para Šeško, que na primeira trave testou com força e marcou o segundo.

As coisas pareciam seguir o mesmo roteiro da etapa inicial. Schwolow brilhava de novo ao se esticar todo e impedir que uma bomba de Olmo fosse às redes. Se o meia espanhol não conseguiu marcar um golaço, deu uma assistência tão espetacular quanto aos 11 minutos: recebendo na esquerda da área, levantou a bola na área de letra, perfeito para Šeško, impedido, concluir para o gol de cabeça. O VAR entrou em ação para anular o tento por impedimento do centroavante esloveno.

O Union definitivamente melhorou após o gol anulado. Começou finalmente a atacar com frequência e perigo. Chegou próximo de dar finalizações na cara de Gulácsi, mas o trabalho defensivo dos Touros foi espetacular. Sempre que o clube de Berlim ia chutar, alguém o desarmava. Se não tivesse a roubada de bola, outro bloqueava a tentativa.

A melhora do visitante não demorou muito. O capitão Christopher Trimmel recebeu cartão vermelho direto ao dar uma entrega muito forte em Raum. Com a menos, não teve muita esperança ao Union Berlin, pressionado pelo Leizpig no fim e com direito a nova defesa sensacional de Schwolow, que impediu um golaço de Xavi Simons driblando toda a defesa. A equipe da casa confirmou o 2 a 0 e encerrou a sequência de derrotas, com destaque para estreia da jovem promessa El Chadaille Bitshiabu, francês contratado junto ao PSG no início da temporada.

Foto de Carlos Vinicius Amorim

Carlos Vinicius AmorimRedator

Nascido e criado em São Paulo, é jornalista pela Universidade Paulista (UNIP). Já passou por Yahoo!, Premier League Brasil e The Clutch, além de assessorias de imprensa. Escreve sobre futebol nacional e internacional na Trivela desde 2023.
Botão Voltar ao topo