Bundesliga

Lei dos (vários) ex: Reus comanda show inesquecível do Dortmund contra o Mönchengladbach

Com dois gols e três assistências, capitão aurinegro demoliu o clube que o projetou à fama

Marco Reus escolheu a tarde deste domingo para brilhar intensamente com a camisa do Borussia Dortmund. Diante de seu ex-clube, o Borussia Mönchengladbach, o capitão aurinegro tirou dois gols e três assistências da cartola em um sonoro 6 a 0 para os vice-líderes da Bundesliga no Signal-Iduna Park.

Se no início do domingo o Bayern fez a sua parte para manter a vantagem na liderança, contra o Greuther Fürth, o Dortmund não deixou por menos. Se aproveitou da fragilidade do momento do Gladbach para fuzilar o adversário e conseguir uma goleada histórica.

O passeio começou ainda no primeiro tempo, com Reus, aos 26, em um rebote de finalização de Donyell Malen. O gol saiu naturalmente em um momento de pressão do Dortmund, que apertava e fazia uma blitz para sufocar o adversário já no campo de defesa. A tendência agressiva se manteve e os mandantes ampliaram aos 32 minutos, com Malen, após lançamento rápido de Reus quase do meio-campo. Malen saiu de cara para Yann Sommer e bateu mal, mas a bola escapou do arqueiro suíço e entrou.

O Gladbach de Adi Hütter sentiu demais o golpe. Com apenas quatro pontos de distância da zona de rebaixamento e atuações cada vez mais desastrosas, o time dos Potros agoniza e precisará ajeitar muita coisa para evitar uma queda para a segunda divisão. Mas se Hütter pudesse, aceitaria feliz o placar do intervalo. Pois o que veio depois foi ainda mais chocante para a torcida visitante.

No primeiro trecho da etapa final, até pareceu que o Gladbach havia se encontrado em campo para propor uma reação. Inclusive colocou uma bola na trave em chutaço de Jonas Hofmann. Mas depois dos 20 minutos, abriu novamente a porteira para o Dortmund. Na marca dos 25′, Reus achou Marius Wolf no canto da área e o meia chegou batendo de maneira indefensável para Sommer, para o terceiro gol (e que golaço). Quatro minutos depois, Wolf devolveu o favor, acionou Reus, que deu uma assistência enjoada para o arremate de Youssoufa Moukoko. Não perca a conta: 4 a 0 para o Dortmund, três passes e um gol de Reus.

A facilidade era tamanha, que Mats Hummels brincou de garçom, subiu até o meio-campo e lançou Reus, que só correu e bateu na saída de Sommer para ampliar. A humilhação do Gladbach, que já era bem grande, não acabava ali: Matthias Ginter derrubou Wolf dentro da área e o árbitro assinalou. Na batida, Emre Can deu números finais ao confronto.

Os ex-Gladbach triunfaram

Não é só Reus que tem histórico vestindo a camisa do Gladbach. Apenas hoje, o Dortmund relacionou Thorgan Hazard, Mahmoud Dahoud, Nico Schulz e o técnico Marco Rose, que inclusive passou a última temporada no Gladbach. Pelo fato de Rose ter armado a melhor versão desse time dos Potros, talvez a estratégia para o confronto tenha ficado mais fácil, conhecendo bem os pontos fracos do elenco.

Na batalha de hoje entre os Borussias, jamais houve um confronto propriamente dito. Houve, sim, um massacre amarelo. O Dortmund respondeu bem ao totó que levou durante a semana do Rangers na Liga Europa e volta a mostrar força na sua liga doméstica, impedindo também que o Bayern dispare na liderança. Pela forma como as coisas estão transcorrendo na temporada, não devemos esperar um título muito fácil para os bávaros, nem uma vantagem grande sobre o segundo colocado. O favoritismo ainda é real, mas o Dortmund, assim que tiver Erling Haaland de volta, deve continuar lutando.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo