Bundesliga

Hoffenheim impõe dificuldades e Bayern só consegue o empate

Com boa campanha, o Hoffenheim fez um bom jogo e resistiu aos ataques do Bayern para sair com um empate da partida

Depois de uma semana em que goleou violentamente o Red Bull Salzburg por 7 a 1 para eliminar os austríacos da Champions League, o Bayern de Munique voltou a campo pela Bundesliga e teve dificuldades. Fora de casa, ficou no empate por 1 a 1 com o Hoffenheim, em um jogo que os bávaros pressionaram, mas não conseguiram sair com a vitória.

O técnico Julian Nagelsmann colocou em campo mais uma vez uma formação com três zagueiros, transformando dois atacantes em alas: Serge Gnabry pela direita e Kingsley Coman pela esquerda. Entre os zagueiros, tanto Benjamin Pavard, pela direita, quanto Lucas Hernández, pela esquerda, atuam também como laterais.

O Hoffenheim jogou com uma linha de cinco jogadores na defesa, apostando em Andrej Kramaric aberto pelo lado esquerdo já na linha de meio-campo, mas sendo um ponta bem ofensivo. Pela direita, Christoph Baumgartner fazia o mesmo papel, sendo um atacante pelos lados com a bola. Com a defesa bem posicionada, o time conseguiu evitar que o Bayern criasse um caminhão de chances.

O Hoffenheim abriu o placar aos 32 minutos. Depois de um ataque muito bem construído, David Raum recebeu no lado esquerdo e cruzou para a área, onde Christoph Caumgartner completou se esticando todo para marcar 1 a 0.

O Bayern chegou a balançar as redes duas vezes, ambas por Thomas Müller, mas os dois foram anulados por impedimento – corretamente marcados, inclusive. Os bávaros eram perigosos, mas tinham dificuldade para entrar na área adversária.

No fim do primeiro tempo, o Bayern arrancou o gol de empate. Joshua Kimmich cobrou escanteio do lado direito para cabeçada certeira de Robert Lewandowski, que testou para a rede e venceu o goleiro Oliver Baumann. O polonês chegou a 29 gols na temporada, o 17º gol dele fora de casa nesta Bundesliga, o que iguala o recorde de gols fora de casa em uma mesma temporada de Jupp Heynckes em 1973/74 e Timo Werner em 2019/20.

Na segunda etapa, o Bayern foi mais dominante que no primeiro e pressionou em busca do segundo gol. Teve mais posse de bola, como já tinha acontecido no primeiro tempo, finalizou muito e tentou, especialmente pelos lados do campo, criar chances para Lewandowski e Müller.

O Hoffenheim apostava nos contra-ataques, com boas chegadas ao ataque quando recuperava a bola. Ainda assim, não deu tanto trabalho a Manuel Neuer quanto o Bayern conseguiu dar para Oliver Baumann.

No fim, o Hoffenheim resistiu e manteve o empate. Os dois times ficam com um ponto, o que não muda muita coisa para o Bayern, líder com 60 pontos, ainda 10 à frente do Borussia Dortmund, que tem dois jogos por fazer, o que significa potencialmente poder reduzir a diferença para quatro. O Hoffenheim é o quinto, na disputa por uma vaga na Champions, com 44 pontos, mesma pontuação do Freiburg.

Veja os melhores momentos do jogo:

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo