Bundesliga

Henry revela admiração por Haaland: “Ele acredita completamente em si mesmo, sabe que é mortal em sua finalização”

A crescente lista de admiradores do futebol de Erling Haaland ganhou um nome de peso: Thierry Henry. O ex-atacante do Arsenal e da seleção francesa, conhecedor do ofício de marcar gols, se derreteu pelo goleador norueguês, exaltando sua obsessão pelo gol e o comparando com um contemporâneo do francês, Ruud van Nistelrooy, na maneira de encarar o jogo.

Em debate na Sky Sports, o agora ex-técnico do Montréal elogiou o foco de Haaland em buscar apenas o principal em uma partida de futebol: a bola na rede. “Ele não se preocupa com nada que não seja o gol. Os outros jogadores às vezes caem pelas pontas, ele só quer permanecer no centro. Ele sabe que ele é mortal em sua finalização. Além disso, ele é muito forte. Ele só quer correr, e a maneira como ele finaliza é incrível”, afirmou.

Henry percebe certa arrogância em Haaland dentro de campo, mas no sentido positivo da palavra: o tipo de autoconfiança que você quer ver em um centroavante.

“Ele acredita completamente em si mesmo, e eu adoro isso. Ele tem um pouco de arrogância, se posso dizer assim. (Quando você é atacante) É preciso encarar as pessoas e dizer: ‘Vou marcar’. Ele não quer fazer outra coisa que não marcar gols, esta é sua mentalidade.”

Questionado se o atacante do Borussia Dortmund poderia ser comparado, neste sentido, a Van Nistelrooy, ex-Manchester United e Real Madrid, Henry, que conheceu de perto o futebol do neerlandês, confirmou: “Sim, são atacantes matadores. Eles querem sempre estar na área. Olham para os defensores e dizem: ‘Você não pode escapar’. Quando os meias não passam a bola para o Haaland, ele tem esse olhar que quer dizer: ‘Você vai me passar ou não?’”

Diante da aparente queda de rendimento da dupla Messi e Cristiano Ronaldo, que monopolizou a disputa de melhor do mundo no futebol na última década, nesta temporada Haaland despontou, ao lado de Mbappé, como um dos possíveis sucessores ao trono. Aos 20 anos, seus números impressionam: são 31 gols marcados em 30 jogos na temporada. No total, desde que se juntou ao Dortmund em janeiro de 2020, já fez 47 em 48 partidas.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo