Bundesliga

Haller brinca sobre a transferência de Lewandowski: “Não vou reclamar que ele saiu”

Novo camisa 9 do Dortmund, Haller comentou sobre a saída do principal concorrente pela artilharia da Bundesliga na temporada

Quando se fala em artilharia da Bundesliga, o nome de Robert Lewandowski pinta imediatamente. Na temporada 2022/23 será diferente depois do atacante ter acertado a sua transferência para o Barcelona. Sebastién Haller, contratado pelo Dortmund nesta temporada, comentou sobre a saída do polonês e brincou dizendo que não vai reclamar disso.

“Meus primeiros dias aqui foram muito bons. Fui bem recebido por todo mundo. O espírito do time está bom, eles são todos caras legais. Estamos tentando nos conhecer melhor agora. Há muitos novos jogadores aqui”, disse o atacante em entrevista à Kicker.

Quando perguntado sobre ser o sucessor de Erling Haaland, o atacante marfinense desconversou. “Não vim como sucessor de ninguém, mas porque o clube poderia usar minahs qualidades. Farei o meu melhor para retribuir a confiança que foi colocada em mim”, disse o jogador.

Haller foi perguntado sobre como poderia ajudar o time. “Fazendo gols, é claro. Tenterei usar minhas habilidades como jogador e como pessoa para tentar levar o grupo e talvez ganhar títulos em algum momento. Mas você tem que fazer isso como time e estando junto”, afirmou ainda o centroavante.

O atacante também foi perguntado sobre a saída de Robert Lewandowski para o Barcelona, o que deixa a concorrência com menos um jogador para brigar pela artilharia. Afinal, o polonês foi o artilheiro da liga alemã nas últimas quatro temporadas consecutivas.

“Eu não vou reclamar que ele saiu (risos). Nenhum atacante na liga faz isso. Mas eu não posso ficar torcendo por fraquezas nos outros para conseguir alguma coisa. Tenho que conquistar por mim mesmo. Então, a coisa mais importante para mim é focar em mim mesmo e marcar quantos gols forem possíveis”, disse o novo camisa 9 do Dortmund.

Com experiência anterior na Bundesliga, Haller espera que isso possa surgir a seu favor. “Agora tenho a experiência que não tinha quando vim para o Frankfurt com 23 anos. Não sabia nada sobre a Bundesliga ou sobre a Alemanha naquela época. É diferente agora”, contou.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo