Bundesliga

Dortmund arrancou uma vitória crucial contra o Hoffenheim em um jogaço

Os jogos do Borussia Dortmund costumam ser animados. O time tem uma alta capacidade técnica, tem jogadores de alto nível, mas também não é um time estável. Poucas vezes vence de forma confortável. Neste sábado não foi diferente, mas desta vez era esperado. O Hoffenheim faz uma grande campanha na Bundesliga e não dava para imaginar nada diferente de um jogo difícil. A vitória veio, 2 a 1, mas foi sofrida, com os dois times tensos até o apito final.

LEIA TAMBÉM: A épica conquista do Borussia Dortmund na Bundesliga 2001/02, recontada por Amoroso

Logo a quatro minutos de partida, o Borussia Dortmund abriu o placar. Em jogada pela esquerda, a bola foi para Gonzalo Castro, que não dominou e sobrou para Marco Reus pegar a sobra, limpar para o meio e chutar embaixo das pernas do goleiro: 1 a 0. O problema é que Reus estava impedido quando recebeu a bola. O árbitro foi até o auxiliar, conversou, mas validou o gol mesmo assim. Errou a arbitragem.

Depois, outro erro de arbitragem, mas esse não surtiu efeito no placar. Reus recebeu lançamento e dominou no braço. Na sequência, cruzou na área e a bola bateu na mão do zagueiro. O árbitro marcou pênalti, para reclamação do time do Hoffenheim. Aubameyang, porém, chutou para fora.

O jogo foi bastante equilibrado o tempo todo. Os dois times tinham chance de marcar e o placar apertado mantinha o jogo a um gol de mudar tudo.  As definição, porém, só viria no final. Aos 31 minutos, em um lance confuso, a bola sobrou para Aubameyang marcar embaixo do gol. Foi o 28º gol do gabonês na Bundesliga, brigando gol a gol pela artilharia. Os dois estão com o mesmo número de gols.

Os 2 a 0, àquela altura, pareciam definir o jogo. Só que não foi o que aconteceu. Quatro minutos depois do Dortmund balançar as redes, pênalti marcado para o Hoffenheim. Kramaric cobrou, marcou e recolocou o time do técnico Julian Nagelsmann na partida. Os últimos minutos foram de muito equilíbrio, com o Dortmund tentando segurar o resultado e o Hoffenheim em busca de um empate que seria épico àquela altura.

Depois de quatro minutos de acréscimo, o árbitro apitou o fim do jogo. Festa dos jogadores e da torcida do Borussia Dortmund no Signal-Iduna Park. O time aurinegro chega a 60 pontos e se mantém à frente do Hoffenheim, que fica nos 58. A briga pela terceira posição não é por acaso: o terceiro vai direto à fase de grupos da Champions League, enquanto o quarto tem que passar pela fase playoff, a última eliminatória antes da fase de grupos. O que é sempre um risco.

Restam dois jogos para Dortmund e Hoffenheim. Curiosamente, os dois times enfrentam os mesmos adversários, Augsburg e Werder Bremen. Na próxima rodada, o Dortmund pega o Augsburg e o Hoffenheim enfrenta o Werder Bremen. Na última rodada, os adversários se invertem. Uma disputa que deve ser acirrada.

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM:
– Melhor técnico na Alemanha, Nagelsmann revela se inspirar em Cruyff, Guardiola, Klopp e Hitzfeld

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo