Bundesliga

Apesar de todos os percalços, Dortmund garantiu vaga na próxima Champions com uma rodada de antecedência

A vitória sobre o Mainz neste domingo, combinada com a derrota do Frankfurt para o Schalke, garantiu um lugar entre os quatro primeiros

O Borussia Dortmund pode respirar aliviado. Dará uma desculpa a menos para que suas principais estrelas saiam do clube no próximo mercado. A vaga na Champions League chegou a ficar bastante incerta, o que poderia levar à debandada de jogadores como Jadon Sancho e Erling Haaland, mas, com uma rodada de antecedência e uma ótima arrancada na reta final, o seu lugar entre os quatro primeiros foi garantido, neste domingo, com vitória por 3 a 1 sobre o Mainz.

Ironicamente, a oportunidade apareceu porque o rival Schalke 04 conseguiu uma das suas três vitória na Bundesliga no dia anterior, contra o Eintracht Frankfurt, que ganhou apenas uma das últimas cinco rodadas. Enquanto isso, o Dortmund embalou depois de perder o confronto direto no começo de abril. Chegou ao sexto triunfo consecutivo para abrir quatro pontos ao quinto colocado, a uma rodada do fim. Com o empate do Wolfsburg contra o RB Leipzig neste domingo, assumiu até a terceira colocação.

Dentro do contexto da temporada, terminá-la com a vaga na Champions e o título da Copa da Alemanha é um grande resultado. Lucien Favre foi demitido em dezembro, e Edin Terzic vem comandando a equipe interinamente até que Marco Rose assuma na próxima temporada. Esse vácuo de poder não ajudou um time muito irregular a oscilar menos. Não ganhou três jogos seguidos pela Bundesliga em nenhum momento entre janeiro e março.

Mas a arrancada recente abriu a porta para assegurar a vaga com antecedência e, para os padrões do Dortmund, isso foi alcançado com muito pouco drama. Logo aos 23 minutos, Jadon Sancho ficou com a sobra do cruzamento pela esquerda e rolou para um bonito chute aberto de Raphael Guerreiro. Ainda no primeiro tempo, o Dortmund ampliou, em outra jogada combinada entre Guerreiro e Sancho. O lateral soltou com o ponta, que entrou na área e cruzou rasteiro para Marco Reus completar.

Os primeiros 20 minutos da etapa final foram o momento em que o Mainz mais atacou. Roman Bürki, porém, não teve que trabalhar tanto, exceto aos 19, quando Danny Latza chegou batendo e acertou as costas de Mahmoud Dahoud. A bola subiu e estava encobrindo Bürki, que se recuperou e espalmou para fora.

A chance de matar a partida surgiu logo na sequência quando Haaland, um tanque, ganhou no corpo de dois marcadores e rolou para Bellingham. O garoto preferiu tentar chutar a passar ao companheiro aberto à direita, para o desespero de todos vestidos de amarelo, e foi desarmado. A bola voltou para Sancho, que emendou um lindo chute colocado pela esquerda. Ótima defesa do goleiro Finn Dahmen.

Aos 35 minutos, a pá de cal. Bürki fez o lançamento, Haaland saiu nas costas da zaga, dominou e rolou para Brandt, que entrou na área, driblou o goleiro e empurro ao gol vazio. Apenas nos acréscimos o Mainz descontou, com um gol de pênalti de Robin Quaison, mas não impediu o inevitável: o Dortmund estará na Champions League na próxima temporada.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo