Bundesliga

Apesar da boa partida de Thiago, o Mainz de novo rouba pontos contra um Bayern de ressaca

Se tem um jogador do Bayern de Munique que merecia um pouco mais de sucesso na Liga dos Campeões, por tudo o que vem jogando na temporada, este é Thiago Alcântara. O meio-campista vive o melhor momento da carreira, brilhante em diferentes partidas dos bávaros. Pode não ter a sede de gols de Robert Lewandowski, o poder de decisão de Arjen Robben ou a solidez defensiva de Mats Hummels. Contudo, a influência do espanhol no padrão de jogo do time de Carlo Ancelotti é enorme. Se o camisa 6 não está bem, provavelmente o restante do time não estará. E, neste sábado, nem mesmo a boa atuação de Thiago evitou o tropeço na Allianz Arena. Diante de um Mainz 05 cheio de atitude, o Bayern precisou se contentar com o empate por 2 a 2, que cobra mais atenção na Bundesliga.

Não é de hoje que o time de Martin Schmidt demonstra capacidade para encarar o Bayern. E a surpresa começou com apenas três minutos. Arturo Vidal dormiu na entrada da área e perdeu a bola. O lance permitiu que Bojan Krkic abrisse o placar. O camisa 10 se tornou o sétimo jogador da história a balançar as redes pelas quatro grandes ligas europeias, segundo dados do Mister Chip. Já havia deixado sua marca com Barcelona, Stoke City, Milan e Roma. Segue os passos de Gheorghe Popescu, Florin Raducioiu, Jon Dahl Tomasson, Pierre Womé, Obafemi Martins e Kevin-Prince Boateng. A resposta do Bayern, ao menos, foi imediata. Após jogada de Franck Ribéry, Robben deixou tudo igual 13 minutos depois.

O Mainz não se intimidava. Contra um adversário em ritmo de ressaca, talvez sentindo a eliminação na Champions, os visitantes criavam as melhores ocasiões de gol. Até o fim do primeiro tempo, pararam em boa defesa de Sven Ulreich e em bola travada por Joshua Kimmich. Todavia, também puderam anotar o segundo, em pênalti convertido por Daniel Brosinski. Só no segundo tempo é que os bávaros realmente começaram a pressionar. Reclamaram de um pênalti sobre Lewandowski e forçaram o goleiro Jannik Huth. Porém, anotaram apenas mais um gol, em chute no cantinho de Thiago Alcântara. Empate amargo para o Bayern e comemoradíssimo ao Mainz, que respira na corrida contra o rebaixamento, um ponto acima do Z-3.

Thiago, sobretudo, demonstrou seu controle sobre o Bayern. Mandava prender e soltar no meio, além de iniciar algumas das melhores jogadas do time. Parou em uma defesaça de Huth, antes de deixar o seu. De fato, não conseguiu aparecer tanto nos duelos contra o Real Madrid, que determinaram a eliminação dos bávaros na Liga dos Campeões. De qualquer maneira, a regularidade da equipe e a caminhada firme na Bundesliga dependem diretamente do camisa 6. Se é possível escolher um protagonista na conquista desta temporada, ele se coloca como o principal candidato, disputando com Lewandowski e Robben.

O Bayern chega aos 70 pontos na Bundesliga, a quatro rodadas do final. Caso vença o Schalke 04 neste domingo, o RB Leipzig diminui a desvantagem para seis pontos. Considerando que ainda há o confronto direto na Red Bull Arena, os novatos podem sonhar, recuperando-se em abril da fase ruim. Ainda assim, dependem de uma série ruim do time de Carlo Ancelotti que parece difícil, mas não descartável, pelos problemas demonstrados neste sábado. Precisam que os outros jogadores repitam a atitude de Thiago e Robben.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo