ÁfricaCopa Africana de Nações

RD Congo só empatou com a Zâmbia, mas já rolou a dancinha do Kidiaba na CAN

Zâmbia e República Democrática do Congo realizaram neste domingo um dos confrontos mais interessantes da primeira fase da Copa Africana de Nações. Duas seleções que não costumam aparecer entre as favoritas do continente, mas possuem suas virtudes. E, no duelo em Guiné Equatorial, não foram além do empate por 1 a 1. Os congoleses, porém, alimentaram o folclore em seu entorno. Às vésperas de completar 39 anos, Robert Kidiaba segue defendendo o gol dos Leopardos, provavelmente em sua última CAN. E o lendário goleiro fez a sua dancinha para comemorar a igualdade buscada por sua equipe.

Campeã continental há três anos, a Zâmbia saiu em vantagem logo nos primeiros minutos da partida. Singuluma anotou o gol ao finalizar com maestria, aproveitando o posicionamento de Kidiaba, seu companheiro no Mazembe. De tanto insistir, a RD Congo venceu Kennedy Mweene e arrancou a igualdade no segundo tempo. Um dos principais talentos do elenco, o meia Yannick Bolasie finalizou com força para estufar as redes. Garantiu a festa de Kidiaba.

No fim das contas, o empate não serve muito para a ambição das duas equipes, que ainda deverão ter duelos difíceis contra Tunísia e Cabo Verde no complemento da chave. Kidiaba, ao menos, pôde manter a sua tradição.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo