África

Perdeu, Inglaterra

Não chega a ser novidade. Por um motivo ou outro, o garoto se muda com a família para a Europa e deixa para trás suas raízes. Não dá pra culpá-lo. Muitas vezes ele carrega uma história de vida triste e encontrou naquele lugar um porto seguro. É o caso de muitos jogadores que abandonam a África ainda novos e, mais adiante, acabam fazendo a opção por defender os países que os acolheram. Há dezenas de exemplos por aí. Emmanuel Frimpong poderia ser mais um deles. Mas não será.

Sensação da pré-temporada do Arsenal, o meia se mudou de Gana para a Inglaterra com apenas nove anos. Na mala, já carregava o talento que viria a ser descoberto pelos olheiros dos Gunners pouco tempo depois. Dos 11 aos 18, percorreu o caminho até os profissionais do time. É um dos novos queridinhos de Arsène Wenger, visto como uma das alternativas do treinador para a meia cancha.

Há quem vá ainda mais longe e ouse provocar o Chelsea. Se eles têm Mikel e Essien, nós temos Song e Frimpong, brincam. Bom, dizem que a revelação de Wenger é o futuro Essien ou algo do tipo. E Song, bem, é melhor que Mikel. Então, vá lá, brincadeira, brincadeira, dá até pra levar a sério.

Mas não é essa a maior preocupação do jovem Emmanuel no momento. Com 18 anos e passagens por algumas seleções de base inglesas, já há quem o pressione para seguir com o English Team. O próprio Arsène Wenger acha que os cartolas deveriam se mexer para retê-lo junto ao país. Aparentemente, o movimento surtirá pouco efeito. O meia é novo, mas já sabe o que quer da vida. Poético, explica. “No fim do dia, não importa o que aconteça, eu sempre serei ganense”.

Boa notícia para Rajevac. Ganha mais uma opção para o meio-campo. Não que Gana precisasse. É o setor com mais talento das Estrelas Negras. Muntari, Annan, Kevin Prince Boateng, Kwadwo Asamoah, Badu e por aí vai. Mas, sabe como é, qualquer reforço é bem-vindo – ainda mais em se tratando de um time que conta com tão poucas alternativas interessantes para o ataque e que se vê obrigado a concentrar as suas ações a partir de trás.

E Frimpong, do alto de seus 18 anos, ainda pode, e acredito que deva, jogar pelo time sub-20 de Gana, atual campeão do mundo e que se prepara para defender o título no ano que vem. Nele, o atleta do Arsenal terá muito provavelmente a companhia de Jordan Ayew, irmão de Dedé Ayew, destaque do país na Copa da África do Sul.

Um alento para os dirigentes ganenses, que não terão que travar por este jogador uma briga nos bastidores. Algo tão comum pelo continente, como eles mesmos podem atestar. Boateng, Ayew, Owusu são alguns dos nomes que, na adolescência, chegaram a defender também outras seleções. Hoje, são opções para Rajevac. A eles, se junta Rajevac. Não tenha dúvida. O futuro africano passa por Gana.

Pelo continente

Enquanto a coisa não aquece no futebol africano, os torneios continentais seguem com os seus jogos. A Liga dos Campeões acompanhou a segunda rodada de sua fase de grupos, enquanto que a Copa CAF conheceu os classificados para tal etapa. Veja abaixo como foi.

Grupo A
TP Mazembe-RDC 2-2 Entente Setif-ARG
Esperance-TUN 1-0 Dynamos-ZIM

Grupo B
Ismaili-EGI 0-1 JS Kabylie-ARG
Heartland-NIG 1-1 Al Ahly-EGI

Na CAF, Al Ittihad-LIB, Al Hilal-SUD, AS FAN-NIG, Djoliba-MAL, CS Sfaxien-TUN, Zanaco-ZAM, Haras Al Hadood-EGI e FUS Rabat-MAR avançaram.

Primeiro Agosto-ANG 2-1 Al Ittihad-LIB
CAPS Utd-ZIM 1-3 Al Hilal-SUD
AS FAN-NIG 2-1 Al Merreikh-SUD
CR Belouizdad-ARG 1-1 Djoliba-MAL
CS Sfaxien-TUN 3-1 Petro Atletico-ANG
Enyimba-NIG 2-0 Zanaco-ZAM
Haras Al Hadood-EGI 8-1 Gabarone Utd-BOT
FUS Rabat-MAR 1-0 SuperSport Utd-AFS

A divisão dos grupos ficou assim:

Grupo A
Al Hilal-SUD
Al Ittihad-LIB
AS FAN-NIG
Djoliba-MAL

Grupo B
FUS Rabat-MAR
Haras Al Hadood-EGI
CS Sfaxien-TUN
Zanaco-ZAM

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo