África

O Wydad Casablanca complementa uma temporada inesquecível com o título do Campeonato Marroquino

O Wydad Casablanca leva seu quinto título nas últimas oito temporadas, após faturar há poucas semanas a Champions Africana

O Wydad Casablanca atravessa uma temporada especial. Prova disso veio semanas atrás, com a conquista da Liga dos Campeões da África, em decisão diante do Al Ahly. Nesta quarta-feira, os alvirrubros comemoraram também o título do Campeonato Marroquino. O WAC liderou em 26 das 29 rodadas disputadas até o momento, mesmo com a perseguição do rival Raja Casablanca. A confirmação da taça veio com uma partida de antecedência, após o empate por 2 a 2 com o Mouloudia. Com quatro pontos de vantagem, o Wydad já pôde festejar.

O Wydad Casablanca atravessa um dos períodos mais dominantes de sua história no Campeonato Marroquino. O clube conquistou cinco títulos nas últimas oito edições da liga. Não é a sua maior sequência na história da competição, mas a força é inegável, até pela maneira como também se reflete na Champions Africana. Além disso, o WAC aumenta a vantagem na lista de maiores vencedores do torneio. São 22 troféus, contra 12 do Raja Casablanca – que amarga seu terceiro vice consecutivo em títulos dos rivais. Os alviverdes, aliás, só levaram uma taça nestes últimos oito anos.

A superioridade do Wydad se evidenciou desde o primeiro turno. Os alvirrubros assumiram a liderança na quarta rodada e não saíram mais de lá. Foram 19 vitórias em 29 partidas, com apenas quatro derrotas. A equipe também possui o melhor ataque, com 45 gols marcados, e a terceira melhor defesa, com 22 sofridos. A sequência de 12 partidas de invencibilidade na largada da campanha foi decisiva. O Raja tentou perseguir os rivais e venceu o clássico do segundo turno, a cinco rodadas do fim. Porém, quando ficaram a um ponto de distância, os alviverdes abusaram dos tropeços e facilitaram o serviço do WAC.

O grande responsável pelo sucesso do Wydad Casablanca nesta temporada é o técnico Walid Regragui. Com passagens por FUS Rabat e Al Duhail, o marroquino de 46 anos marca seu nome na história em menos de um ano no comando. Em campo, o centroavante Guy Mbenza fez a diferença com 16 gols, liderando a artilharia da liga. O congolês de 22 anos está emprestado pelo Royal Antuérpia. O capitão Yahya Jabrane é outro nome de grande importância na equipe, por sua influência no meio-campo. Já uma aposta para o futuro é o zagueiro Achraf Dari, de 23 anos, observado por clubes europeus.

Como de praxe, a conquista desencadeou uma grande comemoração da fantástica torcida do Wydad Casablanca. Motivos para festejar não faltam ao clube. Neste momento, parece difícil acreditar numa troca de forças dentro do país, até pela forma como os alvirrubros repetem seus sucessos além das fronteiras.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo