África

Lembram-se do maluco Argelinão? Ele terminou com o melhor ataque rebaixado

A seis rodadas do final, o Campeonato Argelino desta temporada permitia que até o lanterna fosse campeão, como falamos naquela época. O torneio acabou e o Hussein-Dey não conseguiu esse feito, mas escapou bem do rebaixamento, ficando em nono lugar. O campeão foi o Setif. A história mais bizarra, porém, foi a do El Eulma, dono do melhor ataque da competição com 40 gols e rebaixado à segunda divisão.

LEIA MAIS: Justificativa da África do Sul para pagamentos só aumenta suspeita de suborno

Após 30 rodadas, o clube teve 11 vitórias, o mesmo que o terceiro colocado Oran e outras quatro equipes que se mantiveram na elite, mas perdeu 14 jogos, mais que qualquer outro time da liga, mesmo em relação ao Chlef e o Bel Abbès, que ficaram em posições inferiores na tabela. Com 36 gols sofridos, apenas o oitavo colocado foi mais vazado, apenas para ressaltar que nada fez sentido nesse Campeonato Argelino.

Por exemplo: apenas os dois lanternas tiveram menos de dez vitórias no torneio. O campeão Setif ganhou 13 partidas, mesmo número do quarto colocado El Harrach. Levou o título com um ponto de vantagem para o Béjaïa, mesmo tendo vencido apenas três vezes nas últimas 10 rodadas, o que representa um terço do campeonato.

Eis a tabela, se alguém ainda quiser encontrar alguma lógica:

A tabela do Argelinão
A tabela do Argelinão

 

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo