África

Federação egípcia bane Al-Masry por 2 anos

A federação egípcia anunciou na última sexta-feira punições ao Al-Masry e ao Al Ahly pelos acontecimentos do dia 1 de fevereiro, quando 77 pessoas morreram no estádio de Port Said. Na ocasião, torcedores do Al Masry atacaram os do Al Ahly após a partida entre as duas equipes, invadindo o campo e tentando matar também os jogadores.

O Al Masry foi punido de maneira mais severa: está banido de todas as competições por dois anos. Além disso, o estádio de Port Said ficará fechado pelos próximos três anos. O Al Ahly, também considerado culpado na súmula do árbitro, jogará os próximos quatro jogos de portões fechados.

A decisão não agradou os torcedores dos dois clubes. Em Port Said, houve um conflito entre os fãs do Al Masry e o exército local, que terminou com vários feridos e a morte de um garoto de 13 anos.

No Cairo, torcedores da “Ultras Ahlawy”, torcida mais violenta do Al Ahly, marcharam pelas ruas da cidade anunciando retaliação se “a justiça não foi feita”.

Além dos clubes, foram suspensos por quatro jogos o técnico Manuel José e o meia Hossam Ghaly, do Al Ahly.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo