África

Craque não desaprende

Puxar na memória um campeão mundial que já tenha atuado no futebol africano é uma tarefa praticamente impossível. Ou pelo menos era, antes da chegada de Rivaldo ao Kabuscorp, de Angola. Uma brilhante ação de marketing para “internacionalizar” o clube, mas não apenas isso. Obviamente, o brasileiro desembarcou com o compromisso de conduzir a equipe a voos mais altos (leia-se: nada inferior ao vice-campeonato nacional conquistado no ano passado).

O início foi sofrível, com duas derrotas nos dois primeiros jogos e uma possível insatisfação de Rivaldo no clube devido a divergências contratuais. No último fim de semana, ficou provado que nada disso deverá impedir o sucesso do pentacampeão do mundo no futebol angolano. A um mês de completar 40 anos, o meia simplesmente fez todos os gols da vitória do Kabuscorp por 3 a 1 sobre o Recreativo da Caala, com direito a um gol de falta e outro de “cavadinha”, esbanjando frieza e precisão (confira os gols no vídeo abaixo).

Um belo cartão de visitas para um futebol cada vez mais emergente na África. O “Girabola”, como é chamado o campeonato nacional, nunca foi referência no continente, mas já começa a se equiparar a outras ligas de mais renome, como a Ligue 1 da Tunísia, o Botola de Marrocos ou a Premier Soccer League da África do Sul. Prova disso é o desempenho do Recreativo do Libolo, atual campeão angolano, na fase preliminar da Liga dos Campeões africana, eliminando nada menos que os sul-africanos do Orlando Pirates com direito a um 3 a 1 fora de casa.

O Kabuscorp é um clube relativamente novo, com apenas 18 anos de fundação, mas que já impõe respeito nacionalmente. O time da capital é presidido pelo respeitado Bento Kangamba, que foi o principal articulador da chegada de Rivaldo ao país – fazendo com que o brasileiro recusasse propostas da Rússia, da Índia, da China e do próprio futebol brasileiro. Kangamba também é presidente do Girabola e dispõe de uma considerável fortuna, vinda de uma empresa que trabalha com extração de minério em Angola.

Rivaldo foi contratado por 5 milhões de dólares e tem contrato de um ano. Seu impacto no futebol local já pode ser constatado pela presença de público, que no último jogo, foi de aproximadamente 20 mil pessoas – aliás, quando o novo estádio do Kabuscorp ficar pronto, esta deve ser a média de público dos jogos na liga. O destaque internacional que a competição vem recebendo também merece menção, provando que o meia tomou uma decisão acertada em se mudar para a África, ainda que muitos enxerguem nesse novo momento um “fim de carreira melancólico”.

O campeonato ainda está no início, e o título inédito na história do clube segue como principal meta, bem como a classificação para um torneio continental. E mesmo diante das dificuldades de adaptação e das limitações físicas (mesmo considerando os 82 minutos em que esteve em campo no último jogo), Rivaldo exercerá um papel fundamental nesse processo.

Curtas

– Após uma longa novela, a Federação Ganesa finalmente confirmou a demissão do sérvio Goran Stevanovic. O treinador ainda tinha dez meses de contrato e foi dispensado pela derrota nas semifinais da CAN para Zâmbia, o único revés em jogos oficiais sob seu comando. Seu antigo assistente, Kwesi Appiah, assume o cargo de forma interina.

– Em mais uma série de amistosos internacionais, a seleção olímpica do Egito venceu o Basel por 4 a 3. Mohamed Salah, que está na mira do clube suíço, anotou dois gols. El Nenny e Mohsen também marcaram para os faraós. Shaqiri, que entrou no segundo tempo, fez um dos gols do Basel.

– O Vita Club, do Congo, é o último classificado para a primeira fase da Liga dos Campeões Africana. A equipe perdeu para o Athletico Olympic, de Burundi, por 4 a 1, mas venceu por 5 a 0 na ida e agora encara o ASO Chlef, da Argélia.

– Principais confrontos desta fase da ACL: Zamalek x Africa Sports (Costa do Marfim); Ethiopian Coffee x Al Ahly; Recreativo do Libolo x Sunshine Stars; Berekum Chelsea x Raja Casablanca; Power Dynamos (Zâmbia) x Mazembe.

– Após se destacar pelo Bayer Leverkusen nas últimas semanas, o alemão Karim Bellarabi, do Bayer Leverkusen, está na mira de duas seleções africanas: Marrocos e Gana. Filho de um ganês com uma marroquina, especula-se que a Federação Ganesa já esteja negociando sua naturalização, e que Eric Gerets, treinador do Marrocos, tenha se reunido com o atleta, que a princípio rejeitou o convite.

– O dérbi de Soweto foi a grande atração da rodada do Campeonato Sul-Africano no fim de semana. Com dois gols do folclórico Benni McCarthy, o Orlando Pirates bateu o Kaizer Chiefs por 3 a 2, se redimiu da eliminação na Liga dos Campeões e pulou para o 2º lugar da PSL. O líder, Sundowns, fez 3 a 0 no Ajax Cape Town e abriu quatro pontos de vantagem.

– No Marrocos, os três primeiros colocados perderam pontos no fim de semana. A começar pelo líder FUS Rabat, que empatou sem gols com o arquirrival FAR Rabat. O vice-líder, Moghreb Tetouan, também ficou no 0 a 0 com o KAC Kenitra. Já o Raja Casablanca visitou o Olympique de Safi e perdeu por 2 a 1.

– Com gols de N’Djeng e Bouazzi, o Espérance venceu o Hammam-Lif por 2 a 0 e segue a dois pontos do líder Bizertin, que venceu o Zarzis por 2 a 0, na Ligue 1 tunisiana.

– Em mais um ranking da IFFHS, o Al Ahly, do Egito, segue com o posto de melhor clube africano do século XXI. Completam o “Top-5” os tunisianos Espérance (2º) e Etoile du Sahel (3º), o ASEC Mimosas, da Costa do Marfim (4º), e o Coton Sport, de Camarões.

– A coluna deseja uma ótima recuperação ao volante congolês Fabrice Muamba, do Bolton, que sofreu um mal súbito no último sábado e segue em estado grave. As últimas notícias são animadoras e a Federação Congolesa recentemente expressou seu apoio e solidariedade. Esperamos vê-lo novamente em campo o mais breve possível. Força!

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo