África

Ao descobrir que ex-capitão de Camarões virou morador de rua, Eto’o o visita e promete uma casa

Samuel Eto’o possui uma personalidade reconhecida por sua generosidade. Não são raros os casos de jovens jogadores que o ídolo camaronês “adotou” como os seus pupilos. E nos últimos dias, o atacante deu enorme exemplo ao estender sua mão para um de seus antecessores nos Leões Indomáveis. Ao descobrir que Norbert Owona, antigo capitão da seleção, estava morando nas ruas do país, o artilheiro prometeu comprar uma casa ao veterano.

Norbert Owona foi um dos nomes mais importantes do futebol de Camarões entre as décadas de 1960 e 1970. Disputou 67 jogos pelos Leões Indomáveis, assumindo a braçadeira de capitão em parte do período. Além disso, defendeu o Union Douala, um dos principais clubes do país. Contudo, o veterano começou a enfrentar dificuldades financeiras nos últimos anos. Por conta de tratamentos de câncer de sua mulher e de seus filhos, o ex-jogador se afundou em dívidas. A situação delicada o levou a morar nas ruas de Douala, onde permanece há dois anos. Já recentemente, ele precisou ser internado para operar uma hérnia.

Owona chegou a escrever uma carta ao governo, falando sobre o seu estado de saúde e pedindo ajuda. Contudo, que realmente o auxiliou foi Eto’o. O atacante visitou o veterano no hospital e fez uma doação em dinheiro para ajudar o tratamento. Além disso, prometeu comprar a casa que o tirará das ruas. Um dinheiro que pode ser pequeno ao consagrado astro de Barcelona e Internazionale, mas que representa demais. Além disso, a federação camaronesa discute um projeto para auxiliar seus ex-atletas em situações parecidas à de Owona.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo