ÁfricaCopa Africana de Nações

Abedi Pelé: “Derrotar a Mauritânia não é o mesmo que Egito ou Nigéria”

O ex-jogador Abedi Pelé lamentou a ausência de algumas das principais seleções do continente na disputa da Copa Africana de Nações. Segundo o antigo astro da seleção de Gana, a edição de 2012 do torneio deverá reservar algumas surpresas.

“Isso é triste, realmente triste, porque são esses países de grande nome no futebol que trazer a empolgação ao jogo na África. Se você derrotar a Mauritânia para vencer a Copa das Nações não será o mesmo que derrotar Argélia, Camarões, Egito, Nigéria ou África do Sul”, apontou.

“Tendo dito isso, um troféu é um troféu. Se você disputar a Copa das Nações isso significa que trabalhou duro por isso e que se sacrificou bastante. Será um torneio de muitas surpresas. Com a ausência de alguns grandes países, os pequenos vão querem bater os favoritos. Botsuana e Níger irão mirar Costa do Marfim, Gana e Senegal”, finalizou.

Abedi Pelé conquistou a Copa Africana de Nações uma única vez, em 1982, e foi eleito o melhor jogador da competição dez anos depois, quando Gana perdeu a decisão para a Costa do Marfim.

Gana está no Grupo D da CAN 2012, ao lado de Botsuana, Mali e Guiné. Filhos de Abedi Pelé, Jordan e André Ayew foram convocados para o torneio.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo