O Ajax emendou outra grande atuação contra um dos clubes mais poderosos da Europa embora, como no jogo de ida contra o Real Madrid, nas oitavas de final da Champions League, não tenha conseguido um grande resultado em Amsterdã. De qualquer maneira, foi melhor ao longo da maior parte do empate por 1 a 1 com a Juventus, nesta quarta-feira, com destaque para a maneira como Hakim Ziyech participou bem e constantemente do jogo.

Marroquino de 26 anos, Ziyech passou a carreira profissional inteira na Holanda, defendendo o Heerenveen e o Twente antes de desembarcar no Ajax, em 2016. Desde então, sempre demonstrou muita qualidade, mas, nesta temporada, parece estar dando um passo adiante. Seus números são assustadores: em 40 jogos, por todas as competições, marcou 19 gols e deu 16 assistências.

A temporada ainda não terminou e, com tudo junto, ele participou diretamente de 35 gols do Ajax, número superior a qualquer uma de suas outras campanhas. Em 2016/17, marcou 12 vezes e deu 20 assistências (32). Pelo Twente, chegou a 17 gols e 17 assistências (34) na sua primeira temporada e 17 tentos e 10 passes diretos (27) na segunda. Não à toa, a especulação vigente no jornal alemão Sport é que tanto Bayern de Munique quanto Borussia Dortmund querem os seus serviços.

Nesta quarta-feira, Ziyech levou seus talentos para o grande palco do futebol europeu. Foi o jogador mais participativo do Ajax, com diversas ações ofensivas passando pelos seus pés ou terminando neles. Foi de longe o jogador em campo que mais finalizou, com sete chutes. Estava afiado no começo da partida, levando perigo de fora da área. Na primeira ocasião, acertou a rede pelo lado de fora. Na segunda, mandou no meio do gol e facilitou a defesa de Szczesny. Na terceira, obrigou o polonês a fazer uma grande defesa, ao buscar o ângulo.

A pontaria ficou um pouco descalibrada no restante da partida, mas ele continuou muito ativo. Foi o segundo jogador com mais passes no time do Ajax – e no jogo -, com 70, ao lado do lateral direito Veltman, atrás apenas de Frenkie De Jong, com 98. E acertou 86% deles. Também foi o segundo que mais tocou na bola (91), perdendo para De Jong (117).

Sua área de atuação é pela ponta direita, mas não como um ponta de velocidade. É o meia-atacante que sai dos flancos cortando para o meio, pensando em finalizar ou dar o passe, como no segundo tempo, com um bonito cruzamento à segunda trave que quase foi completo por Tagliafico.

Infelizmente para os donos da casa, não foi o bastante para sair do primeiro jogo das quartas de final com uma vitória, e o Ajax agora terá que fazer outro grande jogo em Turim, onde Ziyech poderá mais uma vez provar o que pode fazer.

.