O Real Madrid viveu um fim de semana terrível. Jogou muito mal diante do Mallorca e perdeu por 1 a 0 fora de casa e perdeu a liderança de La Liga para o Barcelona. O técnico Zinedine Zidane está pressionado pelos resultados ruins, mas principalmente pelo desempenho horroroso em campo. Pior ainda, terá um jogo muito difícil nesta terça-feira, pela Champions League, diante do Galatasaray, em Istambul. O discurso do técnico do time de Madri segue tranquilo, protegendo os jogadores e admitindo que precisa jogar mais. Só que a temperatura tem aumentado.

“Temos que seguir adiante, mas há muitos jogos em que isso nos custa. Hoje nos custou diante de uma equipe motivada, em casa, que não merece estar em cima da mesa, como foi visto. Já nos custou. dominamos muito, mas sem criar muitas chances de gol”, afirmou o treinador. “Não tem sido um problema dos jogadores. Cada um tem que jogar bem quando tem a chance. As pessoas podem ter suas opiniões sobre a escalação, mas a decisão é minha”.

“Não gosto da palavra preocupado”, disse Zidane, ao ser perguntado. “Não gostei da partida, tivemos dificuldade para entrar [na área]”, continuou o treinador, sem querer entrar em detalhes sobre o que o desagradou na atuação do Real Madrid. “O Mallorca é uma equipe que sabíamos como jogava, que estava em sua casa, e que não merece estar onde está na tabela e isso se viu. Foi difícil criar jogo e não chegamos a criar de verdade chances de gol”, afirmou o treinador.

“O problema é que temos que mostrar a cada três dias que somos bons. Essa é a nossa dificuldade e isso é o que não fizemos. Temos que ter continuidade. Algo fizemos bem, na verdade. Mas temos que ter mais continuidade. Temos que ter mais vida ao nosso jogo se queremos fazer coisas importantes este ano”, analisou Zidane.

“Não podemos ficar lembrando dos jogadores que não estão. Não temos que procurar desculpas. Os demais são bons também e temos que demonstrar isso sempre e isso nos tem custado”, declarou Zidane, já projetando o jogo contra o Galatasaray, nesta terça-feira. “Sabemos o que vamos jogar. Temos que fazer uma boa partida para vencer porque não há escolha. Temos que pensar em ganhar”.

O Real Madrid estava muito desfalcado para a partida e Zidane armou um meio-campo como ainda não tinha feiro pelo Real Madrid. O time não tinha Nacho, Toni Kroos, Luka Modric e Lucas Vázquez. Não teve também Gareth Bale. Assim, o time teve um meio-campo com Casemiro, Isco, James Rodríguez e Vinícius como um dos pontas. Luka Jovic teve a chance no ataque, ao lado de Karim Benzema. E nada funcionou.

No Campeonato Espanhol, o time caiu para o segundo lugar com 18 pontos, um atrás do Barcelona. Na Champions League, o Real Madrid é o último colocado com apenas um ponto depois de dois jogos. Tem pela frente o Galatasaray, fora de casa, adversário que está na mesma situação, com um ponto. O PSG já embica para a classificação com seis pontos, enquanto o Brugge tem dois pontos.

Standings provided by Sofascore LiveScore