No confronto entre os dois times mais fortes do grupo A da Copa Africana de Nações, um resultado considerado surpreendente. Jogando no Estádio da Liberdade, em Bata, a Zâmbia ignorou o favoritismo de Senegal e venceu por 2 a 1, largando na ponta da chave ao lado da dona da casa Guiné Equatorial – que no jogo de abertura da CAN, derrotou a Líbia por 1 a 0.

O primeiro tempo foi amplamente dominado pela Zâmbia. Logo aos 12 minutos, após cobrança de falta para a área, Emmanuel Mayuka, do Young Boys, subiu livre de marcação e escorou para as redes. Aos 20, em outra falha da defesa senegalesa, o meia Rainford Kalaba, do Mazembe, recebeu passe em profundidade e, com liberdade, tirou o goleiro da jogada e ampliou. Bem marcado, o badalado ataque senegalês formado por Moussa Sow, Mamadou Niang e Demba Ba pouco fez nos primeiros 45 minutos.

Na etapa final, Senegal aproveitou-se do cansaço zambiano e assumiu o domínio da partida. Aos 29 minutos, Dame N'Doye, atacante do Kobenhavn, recebeu lançamento dentro da área, cortou o zagueiro e mandou para as redes, diminuindo o marcador. Atrás do empate, os Leões de Teranga aumentaram a pressão, mas não conseguiraram furar o bloqueio dos Chipolopolo. As duas equipes voltam a campo na quarta-feira. às 13 horas, a Zâmbia encara a Líbia, enquanto às 16 horas é a vez de Senegal enfrentar Guiné Equatorial.


Os comentários estão desativados.