O atacante Wilfried Zaha foi o protagonista do duelo entre Huddersfield e Crystal Palace, neste sábado. Um golaço do atacante foi o que decidiu o jogo, 1 a 0 em favor do Palace. E foi um daqueles gols que o mérito tem que ser dado todo a ele. Individualmente, ele saiu da marcação de vários jogadores do Huddersfield que o cercavam. Acertou um chutaço. Marcou o gol, o seu terceiro na Premier League nesta temporada. O mais decisivo deles.

LEIA TAMBÉM: Arsenal teve uma vitória com gols raros: Xhaka e Özil, que tinha sido cobrado

As 25 anos, o marfinense reclamou muito da violência dos adversários e o excessivo número de faltas que sofre – e das que sofre, mas os árbitros não marcam. Zaha tem fama de ser um jogador que simula faltas, tal qual Neymar. Uma fama que está custando caro, porque Zaha é visto como o jogador capaz de tirar o Crystal Palace do perigo do rebaixamento. “Eu sei que os adversários estão lá para me machucar, mas eu não sei mais o que fazer”, afirmou Zaha depois do jogo. “Eu acabo discutindo com os árbitros porque hoje [ontem, sábado] o cara acertou na minha canela. Eles precisam quebrar minha pera antes que alguém receba cartão vermelho?”, disse ainda o jogador.

“Na semana passada em Watford, deram um carrinho na minha panturrilha. O que mais eu preciso fazer para receber o mesmo tratamento de outros jogadores? Eu não posso dizer mais nada. Eu apenas quero fazer o meu melhor e não perder a cabeça, jogar futebol”, disse Zaha. Perguntado se ele precisava de mais proteção, o jogador nem titubeou. “Sim, eu preciso, porque eles não irão me deixar correr com a bola ou tentar qualquer coisa. Eu sei que se eu for chutado, acertado, eu não receberei nada, então isso é a única coisa que vai acontecer”.

O técnico do Palace, Roy Hodgson, foi só elogios ao seu atacante. “Ele foi uma ameaça constante. Achei que ele estava perto de marcar mais de um gol. Mas é bom que ele marque o gol da vitória e que seja um gol tão bonito. Eu tenho certeza que será um dos melhores gols da semana”, afirmou o experiente treinador do clube londrino.

Mesmo jogando fora de casa

;