Youri Djorkaeff decidiu colocar um ponto final em sua carreira. O meia, atualmente no New York Redbulls, anunciou sua aposentadoria aos 38 anos. Ele deveria ter participado do confronto contra o DC United, nas semifinais da conferência leste da Major League Soccer (MLS).

Devido a uma lesão no tendão de Aquiles, Djorkaeff assistiu do lado de fora do gramado à eliminação de sua equipe ao empatar por 1 a 1 com o rival. No jogo de ida, o DC United havia vencido por 1 a 0.

“Não sou nostálgico. Conheci tudo. Sentia que era o momento de abandonar a carreira. Fisicamente ainda tinha condições, mas mentalmente não. Gostaria de parar antes de sofrer algum problema físico grave. A MLS é um pouco bizarra. Perdemos nossa motivação porque, no fim das contas, não são os playoffs que contam. Cumpre-se uma temporada longa para um mês de loucura”, disse.

Djorkaeff chegou aos Estados Unidos em 2005, depois de passar por Grenoble (onde iniciou sua carreira, em 1984), Strasbourg, Monaco, Paris Saint-Germain, Internazionale, Kaiserslautern, Bolton e Blackburn. Convocado 82 vezes para defender a seleção francesa, o meia marcou 28 gols.

Com os Bleus, conquistou seus títulos mais importantes: a Copa do Mundo (1998) e a Eurocopa (2000).