O Yokohama FC tem tudo para ser um dos times de maior carisma da temporada (e maior média de idade também). O clube anunciou a contratação do veterano meio-campista Shunsuke Nakamura, de 41 anos, para integrar o elenco da equipe. E curiosamente, ele sequer será o jogador mais velho do elenco. Terá a companhia do lendário Kazuyoshi Miura, o popular Kazu, que tem 52 anos.

Kazu renovou seu contrato com o Yokohama FC em janeiro. Em 2018, o atacante entrou em campo 11 vezes, com 2016 minutos disputados. É quase um embaixador do clube que veste chuteiras e uniforme oficial. Ele está no clube desde 2005, jogando cada vez menos, mas ainda entrando em campo.

Nesta temporada, por exemplo, Kazu entrou em campo três vezes: duas pela J-League 2, a segunda divisão onde joga o Yokohama FC, e outra pela Copa do Imperador. Sua partida mais recente foi justamente essa pela Copa: na vitória por 2 a 1 sobre o Sendai Uni, foi o capitão do time e esteve em campo por 62 minutos.

Já Shunsuke Nakamura chega de graça ao Yokohama FC para reforçar o setor de meio-campo do time sendo 11 anos mais novo que o maior veterano em atividade do mundo. Nakamura estava no Júbilo Iwata desde 2017.

Na atual temporada, ele entrou em campo só duas vezes, e já faz tempo: na primeira rodada da J-League, no dia 23 de fevereiro, e depois no dia 17 de março. No primeiro, foi titular e atuou por 54 minutos. No segundo, entrou no segundo tempo e ficou em campo 11 minutos apenas. Depois, teve uma lesão muscular que o tira de campo desde então.

O Yokohama diz que Nakamura “será um trunfo para o acesso do clube nesta temporada”. O meia marcou época jogando pelo Celtic, onde ganhou dois Campeonatos Escoceses em quatro anos jogando pelo time verde e branco de Glasgow, além de uma Copa da Escócia e duas Copas da Liga.

Foi eleito o melhor jogador do ano, em eleição da PFA (a associação dos jogadores profissionais do país) em 2007. Depois de deixar a Escócia, foi para o Espanyol em 2009, mas saiu depois de apenas uma temporada e foi jogar no outro time de Yokohama, o mais famoso, Yokohama Marinos. Ficou lá de fevereiro de 2010 até janeiro de 2017, quando se transferiu para o Jubilo Iwata.

“Estou feliz por chegar ao Yokohama FC. Farei o meu melhor para conseguir quantas vitórias forem possíveis para os torcedores usando a experiência que cultivei até agora. Agradeço antecipadamente”, afirmou o jogador ao site do clube.

Atualmente, o Yokohama FC não faz uma grande campanha na J-league 2, apenas em 12º na tabela, com 29 pontos em 21 jogos. O líder é o Montedio Yagamata, com 40 pontos. Os dois primeiros colocados sobem direto à primeira divisão, enquanto do terceiro ao sexto disputam um playoff pela terceira vaga.