A última partida do volante marfinense Gilles Yapi-Yapo havia sido em 11 de setembro do ano passado. Defendendo o Zurique contra o Aarau, ficou apenas 23 minutos em campo. Uma entrada de Sandro Wieser, 22 anos, da seleção de Liechtenstein, rompeu seus ligamentos anteriores e posteriores, causou danos à cartilagem, ao menisco e machucou até a sua coxa. Ele teve que ser substituído e entrou em um longo tratamento que durou um ano até que pudesse voltar aos gramados, o que aconteceu neste domingo.

LEIA MAIS: As lágrimas de Méndez foram pelo gol no clássico contra o Racing e pelo irmão que se matou

Quis o destino que a primeira partida de Yapi-Yapo depois do pior ano da sua vida fosse justamente contra o time de Wieser, que trocou o Aarau pelo Thun. Pela entrada, foi punido com seis partidas de suspensão e teve que responder acusações criminais do Zurique. Foi multado em € 9.700 (equivalmente a R$ 42 mil) pelos promoteres suíços.

Curiosamente, Yapi-Yapo ficou no banco de reservas, mas entrou aos 6 minutos do primeiro tempo no lugar do machucado Sangoné Sarr. A partida foi eletrizante e terminou 3 a 3. O marfinense marcou o terceiro gol do Zurique, com um chute colocado da entrada da área, que daria a vitória ao time da casa, se Simone Rapp não tivesse colocado uma bola nas redes, aos 45 do segundo tempo.

Apesar dessa pequena decepção, neste domingo, Yapi-Yapo queria apenas saber se conseguia ficar em pé, correr e chutar a bola durante uma partida de futebol novamente, depois da sua carreira ter ficado em risco pela imprudência de Wieser. E conseguiu. Após a partida, aceitou trocar camisas com Wieser e mais tarde postou com o seu souvenir. Sem rancores, vida que segue.

yapi-yapo 02

Relembre o lance que tirou Yapi-Yapo dos gramados por um ano: