A missão do Fenerbahçe não era fácil. O time precisava vencer fora de casa o Istambul Basaksehir para levar a disputa do título da Süper Lig para a última rodada. O adversário é pequeno e não tem torcida, mas montou uma equipe competitiva. Era o quinto colocado e estava, ao lado do líder Galatasaray, como o segundo time com menos derrotas. De qualquer forma, o time auriazul preferiu buscar o título de kickboxing do que tentar o de futebol.

LEIA MAIS: A Europa viveu em 2014/15 a temporada menos emocionante dos últimos 20 anos

O Istambul vencia por 2 a 0 a dez minutos do final. O brasileiro Diego diminuiu, mas o jogo começou a ficar maluco. Topuz tentou pisar em um adversário e foi expulso, deixando o Fenerbahçe com um jogador a menos. Ainda assim, a o time teve forças para empatar, com Webó. Em seguida, Bruno Alves meteu o braço na bola para impedir o terceiro gol do Basaksehir. O português foi expulso, o que gerou reclamação de Erkin, que também levou o vermelho.

Incrivelmente, Batdal, que havia feito os dois gols do Istambul na partida, mandou a bola no mar de Mármara. Com oito em campo, o Fenerbahçe tinha a chance derradeira de buscar o gol salvador. Mas Webó resolveu redefinir o sentido da expressão “pé do ouvido” e foi o quarto expulso da noite. Galatasaray campeão.