Ederson sentiu uma dor muscular no primeiro tempo e, por precaução, Pep Guardiola decidiu substitui-lo no intervalo. Claudio Bravo entrou, com o Manchester City ganhando por 1 a 0, depois de ter desperdiçado um pênalti e dominado o primeiro tempo. Qual o pior que poderia acontecer? No entanto, a Atalanta subiu o nível na etapa final, empatou e, em uma escapada de Ilicic, Bravo foi expulso. Kyle Walker precisou ir para o gol, e o City gastou todo o tempo possível para segurar o pontinho e o empate por 1 a 1.

Guardiola rodou a equipe, com John Stones e Sergio Agüero no banco de reservas, certamente de olho no confronto direto contra o Liverpool, no fim de semana. Tudo estava sob controle no primeiro tempo. O placar foi aberto cedo, em uma boa jogada. Bernardo Silva encontrou Gabriel Jesus dentro da área. O brasileiro tocou de calcanhar para Sterling que, da marca do pênalti, finalizou sem dificuldades.

O City não fazia um grande jogo, mas continuava criando oportunidades para matar o jogo. Sterling teve um chute perigoso bloqueado para escanteio, e Mahrez, com uma típica jogada individual costurando a defesa da esquerda para o meio, exigiu boa defesa de Pierluigi Golini. E, antes do intervalo, Jesus teve um pênalti para ampliar.

No entanto, ele cobrou muito, muito mal, e o City foi ao intervalo ganhando por apenas 1 a 0. E logo aos quatro minutos, Papu Gómez cruzou bem da esquerda, e Pasalic apareceu livre na segunda trave para empatar. O panorama mudou. A Atalanta tornou-se mais perigosa, mais intensa, sempre rondando a área inglesa, enquanto o City tinha dificuldades para encontrar espaços para finalizar.

Eis que, aos 36 minutos do segundo tempo, Gündogan perdeu uma bola no meio-campo e Papu Gómez rapidamente ligou com Ilicic, que partia livre em direção à meta de Bravo. O chileno saiu do gol para interceptar e derrubou o atacante da Atalanta. Cartão vermelho claro. Como não havia um segundo goleiro reserva, Kyle Walker foi o escolhido por Guardiola para vestir as luvas porque “tem coragem e é rápido”.

Nada bobo, Ruslan Malinovskyi resolveu testar o goleiro que melhor joga com os pés que Guardiola já teve logo na cobrança de falta. Soltou um chute forte e rasteiro no meio do gol. Walker teve algumas dificuldades, mas conseguiu defender em dois tempos. O árbitro deu sete minutos de acréscimo, mas o City teve muita experiência e malandragem para gastá-los prendendo a bola na bandeira de escanteio.

No fim, saiu com um ponto valioso, que o leva a dez na tabela de classificação do Grupo C, cinco à frente do Dínamo Zagreb, que deixou escapar uma vitória por 3 a 1 contra o Shakhtar Donetsk, com o qual está empatado. A Atalanta anotou seu primeiro ponto, mas ficou com um gosto amargo na boca por ter desperdiçado a chance de uma grande virada, em sua primeira participação na Champions League.

.

.

Classificações Sofascore Resultados

.