Tanto quanto de Cruyff, O famoso giro em cima de Jan Olsson, na Copa do Mundo de 1974, batizado de “Giro de Cruyff”, circulou pelas redes sociais nesta quinta-feira tanto quanto os diversos textos e as memórias de títulos e frases marcantes da lenda holandesa. O drible inventado pelo camisa 14 marcou não apenas a carreira do craque, mas também de sua vítima: Jan Olsson. Entretanto, de uma maneira feliz. O sueco sentiu-se parte da história ao atuar como coadjuvante no lance de Cruyff.

VEJA TAMBÉM: O dia em que Cruyff foi anunciado como reforço do Leicester

Em texto publicado na versão impressa do jornal The Times, nesta sexta, Olsson falou do lance em dois breves parágrafos, com bom humor e leveza elogiáveis. “Johan Cruyff deu-me o momento mais orgulhoso de minha carreira. Deu-me meu próprio pedacinho de história, deu às pessoas uma razão para, mesmo após todos esses anos, lembrarem meu nome. É uma honra ter estado no mesmo campo que ele quando ele fez o giro que levou seu nome. O dia em que ele fez 20 mil torcedores holandeses rirem de mim é uma memória que sempre vou estimar.

Assisti à fita daquele jogo na Copa do Mundo de 1974 incontáveis vezes. Assisti com meus amigos e minha família. Eles dão risada quando veem, toda vez, e eu também. Eu não tinha chance alguma de pegar a bola. Ele era o maior jogador do mundo, tão rápido, tão esperto. O que eu poderia fazer para pará-lo? Ao longo da minha carreira, joguei contra muitos jogadores ótimos, mas ele foi o melhor de todos, estava em um nível diferente.”

Confira abaixo toda a coluna de Olsson:

olsson

Olsson passou toda a sua carreira na Suécia, defendendo nos anos 1960 e 1970 apenas duas equipes: Halmstads e Atvidabergs. Em seu país, era conhecido, até pela longevidade de sua carreira e por ter defendido só dois times. Mundialmente, entretanto, entrou para o almanaque da história do futebol graças a Cruyff. Poderia ter se tornado amargo pelo lance em que é “humilhado” ter sobrevivido ao teste do tempo. Em vez disso, preferiu apreciar o caráter único do momento e agradecer pela sorte de tê-lo compartilhado com um dos jogadores mais influentes do esporte.

Reveja o emblemático lance de Cruyff:


Os comentários estão desativados.