O Málaga atraiu diversas críticas de sua própria torcida nas redes sociais ao anunciar, nesta terça-feira (7), a suspensão do técnico Víctor Sánchez por causa do vazamento de conteúdo íntimo na internet com o treinador presente nas imagens.

Às 15h35 (horário de Brasília) da terça-feira, o Málaga publicou um comunicado em seu site afirmando que, “com base nos acontecimentos recém-descobertos e que ainda não foram verificados, o clube suspende de suas funções de forma imediata o treinador Víctor Sánchez del Amo, até que uma investigação completa seja realizada”.

Cerca de uma hora e meia antes do comunicado do Málaga, Sánchez havia usado seu perfil no Twitter para se antecipar e divulgar uma nota de esclarecimento sobre o caso, afirmando já tê-lo levado à polícia espanhola e lembrando a seus seguidores que a difusão do material configurava, em si, também um delito. Abaixo, o comunicado do treinador:

“Quero informar que estou sendo objeto de um delito contra minha intimidade, com assédio e extorsão. O assunto está nas mãos da polícia, e estou empenhado em seguir suas instruções. Também quero informar que compartilhar ou difundir um conteúdo íntimo de qualquer pessoa sem consentimento também é um delito, seja por meio de redes sociais, mensagens ou qualquer outra forma, conforme estabelece o artigo 197 do Código Penal, com penas para quem difundir conteúdos pessoais sem consentimento da pessoa afetada. Obrigado por vossa compreensão e apoio.”

Ainda sem informações extras, a torcida do Málaga demonstrou seu apoio ao técnico e condenou o clube por o que considera uma dupla punição a Sánchez, vítima de um vazamento íntimo e, subsequentemente, da suspensão do clube mesmo sendo ele a vítima na história.

Sánchez, de 43 anos, assumiu o comando do Málaga na reta final da temporada passada. O clube atualmente está na segunda divisão espanhola, em que ocupa a 16ª colocação, com 23 pontos, apenas um a mais que o Extremadura, primeiro dos times presentes na zona de rebaixamento.