O duelo entre Ajax e Real Madrid, nesta quarta-feira, reservou também a estreia de Vinícius Júnior e David Neres em mata-matas da Liga dos Campeões. Os dois prodígios brasileiros atravessam momentos distintos na temporada, entre o amplo reconhecimento ao merengue na recuperação de sua equipe e os clamores para que o ajacieden volte a ser titular diante da crise de seu time. Nesta noite, na Johan Cruijff Arena, ambos começaram jogando. E ajudaram a dar mais brilho à partidaça, que terminou com a vitória dos espanhóis por 2 a 1. Os dois tiveram papéis decisivos e não fugiram da responsabilidade, participando bastante das ações.

Primeiro, o lado vencedor. E se o Real Madrid anda emendando novamente suas vitórias, o impacto de Vinícius Júnior é inegável. O brasileiro ganhou espaço no time durante um momento de crise e, apesar da energia, por vezes tomava decisões erradas em seus primeiros jogos. Contudo, cada vez mais se mostra adaptado e assume o protagonismo dos merengues. A melhora na produção do time depende bastante das escapadas imparáveis do brasileiro pelo lado esquerdo. Não à toa, ele se coloca ao lado de Karim Benzema como um dos melhores do elenco na atual temporada. Não seria diferente em Amsterdã, encabeçando alguns dos principais lances dos madridistas.

Durante o primeiro tempo, quando o Ajax sufocava o Real Madrid na marcação, os breves respiros dos espanhóis se iniciaram em contragolpes puxados por Vinícius Júnior. Ele puxou a jogada em que Gareth Bale testou André Onana nos primeiros minutos e, mais importante, exigiu uma defesaça do goleiro logo na sequência, ao encarar a marcação e soltar o pé diante da brecha. Era difícil acionar o garoto, perante do enorme trabalho dos holandeses na marcação, mas ainda assim ele aparecia. Já no segundo tempo, o mínimo descuido com Vinícius garantiu o primeiro gol. O camisa 28 dominou com o ombro, se livrou do marcador, invadiu a área e criou o espaço para Benzema arrematar. Mais uma assistência em sua conta, a segunda pela Liga dos Campeões. Em uma noite na qual os merengues dependiam da individualidade para criar as surpresas, o prodígio valeu bastante. Seguiria em campo até os 35, substituído por Mariano Díaz.

Por outro lado, se David Neres não contribuiu para a vitória de seu time, ele também teve enorme influência durante o jogo – e participou ainda mais que Vinícius Júnior. Quando o Ajax tomava a bola, naturalmente buscava o lado esquerdo de seu ataque, onde o brasileiro se associava a Dusan Tadic. Partia para cima de Dani Carvajal e cavava faltas perigosas, além de contribuir com os seus passes. Durante o primeiro tempo, o ponta foi o terceiro jogador mais acionado de sua equipe e demonstrou também sua capacidade tática, ao contribuir bastante na pressão dos Godenzonen na marcação. Não à toa, acumulou quatro desarmes.

Se o primeiro tempo viu um Ajax mais sufocante, o segundo ofereceu mais espaços aos anfitriões. E foi neste momento que David Neres se sobressaiu nos lances mais agudos, disparando e avançando à faixa central. Poderia ter guardado o seu gol, aproveitando um bolão de Donny van de Beek, mas finalizou com o pé ruim e facilitou a vida de Thibaut Courtois. Seus maiores méritos, todavia, aconteceram na criação. Foram três passes para arremates dos companheiros. Quando deu o cruzamento na medida para Hakim Ziyech, o marroquino guardou para empatar o jogo. Faltou apenas a colaboração de Kasper Dolberg, que perdeu as duas chances em que o brasileiro o deixou em condições para marcar. Se já pediam sua volta à titularidade antes, diante dos tropeços na Eredivisie, esta partida provou que ele merece a posição.

Não dá para dizer que Vinícius Júnior e David Neres são “realidades”. Mesmo assim, as perspectivas são enormes a ambos. Sobra talento e, com um pouco mais de maturidade, eles podem seguir atuando em alto nível no futebol europeu. Apesar da concorrência na Seleção, sobretudo pelo posicionamento de Neymar, são dois nomes ao futuro da equipe nacional. O teste exigente em um mata-mata da Champions já mostrou como eles se preparam à pressão – e sabem lidar muito bem com isso.