Vinícius Júnior deixou o Brasil antes da Copa do Mundo 2018 como uma estrela do Flamengo, então o líder do Campeonato Brasileiro. Em julho, o atacante de 18 anos, vendido ao Real Madrid desde os 16, se tornou a mais cara contratação do clube, por € 45 milhões. Ele estreou em amistosos nos Estados Unidos, mas ainda não fez a sua estreia no time principal. Sim, porque a estreia em jogos oficiais aconteceu pelo time Castilla, que disputa a terceira divisão espanhola, algo que gera um certo descontentamento na diretoria dos merengues. Certamente o jogador mais caro da terceirona da Espanha.

LEIA TAMBÉM: Owen sobre a reta final da carreira: “Eu odiava. Não via a hora de me aposentar”

Segundo o técnico Julen Lopetegui, ficou definido que o brasileiro seria liberado para atuar pelo Real Madrid Castilla sempre que não estivesse relacionado pelo treinador para jogar no time principal. Foi assim que o brasileiro estreou, então: jogando no estádio Alfredo Di Stéfano, na Segunda División B (equivalente à terceira divisão). Diante do Las Palmas B, vitória do Real Madrid por 2 a 0, com atuação muito discreta do badalado jogador. Com a camisa 11 nas costas, Vinícius Júnior esteve em campo por 73 minutos, sem destaque. Teve um chute perigoso, deu uma caneta… E só isso mesmo.

Se apresentou no sábado à noite, na concentração do time Castilla. Se apresentou a seus novos companheiros e ao treinador. No sai seguinte, com a camisa de titular, foi a campo. Não fez nenhum treinamento com o time Castilla. Conhecia oito jogadores que estiveram na pré-temporada do Real Madrid nos Estados Unidos.

“Não se trata do que Vinícius pode nos dar, é o contrário, é o que o Castilla pode dar a Vinícius para que ele melhore e se adapte. Você tem que protegê-lo para gerar as melhores condições. Ele tem 18 anos, precisa de tempo”, disse Santiago Solari, argentino ex-jogador do Real Madrid que é atualmente o técnico do Castilla. “Queremos que ele desenvolva o seu potencial o mais rápido possível e nós o ajudaremos nisso”.

Desconhecido de boa parte do público, dos companheiros e adversários, Vinícius Júnior atuou pelo lado esquerdo do ataque, sua posição preferida. Pouco fez, embora tenha ido bem nos primeiros minutos, chutando a sua única bola no gol ao longo da partida. É certamente um momento estranho para Vinícius Junior, acostumado a jogar para a maior torcida do Brasil, a do Flamengo, e passa a jogar pelo time B de um gigante como o Real Madrid, em uma realidade totalmente diferente, em uma divisão inferior.

Lopetegui não parece convencido que Vinícius Júnior tem nível para estar no time principal do Real Madrid, algo que uma parte da diretoria parece discordar. Veremos como serão os próximos episódios, no Castilla ou no time principal. O que é mais estranho é que o Real Madrid tenha tirado Vinícius do Flamengo, onde era titular e importante, para jogar em um time que disputa a terceira divisão. Mais um indício que, na verdade, a ideia da diretoria era uma, mas a de Lopetegui é outra nesse sentido. Do ponto de vista de desenvolvimento do jogador, não faz nenhum sentido. Ele se beneficiaria mais atuando pelo Flamengo, em jogos de nível de exigência mais alto, do que a terceira divisão da Espanha. A ver o que será feito nos próximos jogos.

De volta aos treinos com o time principal, Vinícius Júnior sorriu:

Veja os lances de Vinícius Júnior na sua estreia pelo Castilla: