Nos últimos oito anos de Campeonato Suíço, a pergunta não era quem ganharia a liga, mas quando. O Basel enfileirou oito títulos consecutivos e vinha sendo o time completamente dominante. Só que a dominância do Basel acabou neste sábado. O Young Boys venceu o Luzern por 2 a 1 e, depois de 32 anos sem levantar a taça, foi campeão suíço e enlouqueceu a sua fanática torcida.

LEIA TAMBÉM: Título com sabor especial: um massacre do Celtic sobre o Rangers no Old Firm

O Young Boys precisava só da vitória para conquistar o título com quatro rodadas de antecipação. E as coisas não começaram bem. No início do segundo tempo, Christian Schneuwly abriu o placar para o Luzern, com o time visitante querendo estragar a festa. Só que Guillaume Hoarau, ex-PSG, empatou com um pênalti, cinco minutos depois do gol sofrido. Foi o 14º gol dele na liga, o que o colocou como o líder na artilharia. O goleiro Marco Woelfli, do Young Boys, ainda defendeu um pênalti aos 32 minutos, impedindo que os visitantes ficassem à frente no placar mais uma vez.

Jean-Pierre Nsame marcou o gol da vitória aos 44 minutos do segundo tempo, dando a vitória por 2 a 1 e, claro, o título, que deixou a torcida do time absolutamente extasiada. A última vez que o Young Boys tinha levantado a taça foi em 1986. Nas últimas três temporadas, o Young Boys foi o vice-campeão, sempre superado pelo Basel. Em 2009/10, o primeiro título dos oito seguidos que o Basel venceria, a situação foi dramática: tinha 13 pontos de vantagem sobre o Basel, mas desperdiçou e, na última rodada, perdeu para o Basel por 2 a 0 e deu ao rival o título.

O Young Boys assim conquista o seu 12º título suíço e se igualou, assim, ao Zurich, que também tem 12. O Servette tem 19 títulos, sendo o último conquistado em 1999, o Basel tem 20 e o maior campeão do país é o Grasshopper, com 27 conquistas, sendo a última em 2003.